sexta-feira, 16 de março de 2018

Resenha:Criaturas e Criadores


Livro:Criaturas e Criadores
Autores:Carolina Munhóz,Raphael Draccon,Raphael Montes e Frini Georgakopoulos
Páginas:248
Editora:Galera Record


Sinopse

Clássicos do medo reinventados por quatro escritores brasileiros, para noites de sustos, terror e gritos
Quatro dos mais populares autores contemporâneas brasileiros, Raphael Draccon, Carolina Munhoz, Frini Georgakopoulos e Raphael Montes se uniram para reinventar os contos de terror clássicos. Frankenstein vive, e está numa favela do Rio. Rumores indicam que Drácula pode ser o dono de uma nova e badalada boate. Numa faculdade de artes, há uma lenda que diz que um fantasma ajuda belas jovens a cantar num teatro abandonado. Um mistério ronda a vida de um dentista e pai de família que está prestes a descobrir seu lado mais monstruoso. Quatro clássicos do medo reinventados por quatro escritores brasileiros para noites de sustos, terror e gritos.



Oi gente!Tudo certinho com vocês?Desculpem minha ausência temporária,mas fiquei focando em algumas leituras e depois ainda veio o meu aniversário,então acabei ficando meio ausente mesmo.Mas vamos recuperar esses dias e voltar já com uma resenha.
E vamos conversar sobre mais um livro de contos.E um que tem uma proposta super interessante com releituras modernas de algumas histórias de terror famosas.E o livro é o Criaturas e Criadores,dos autores Raphael Montes,Frini Georgakopoulos,Carolina Munhóz e Raphael Draccon.
Vamos começar?





A Criatura
Raphael Draccon


Cenário:uma favela no Rio de Janeiro.
Dr.Victor é o responsável pela criação de uma criatura que consegue colocar medo até nos mais treinados soldados e policiais.
Mas que criatura seria essa?O que ela teria de tão especial pra aterrorizar pessoas que estão preparadas para qualquer tipo de situação?
É em busca de respostas que Elizabeth,uma repórter com desejo de fama e sucesso marca uma entrevista para seu canal no Youtube com dr Victor
Só que ela pode encontrar muito mais do que imagina.... 


"Eu amo a minha criação,mas odeio a minha criatura."


Esse foi meu primeiro contato com a escrita do Draccon.E a releitura dele foi de Frankenstein.
A proposta do conto foi muito interessante,mas senti alguns problemas com condução da narrativa.
Senti falta de passar um pouco mais de emoção para o leitor,mais intensidade nas cenas e na preparação para o final.
A mensagem final acabei gostando,principalmente nas últimas partes que foi onde senti mais conexão com a história em si e com os personagens.
O Raphael joga aquela pulguinha atrás da nossa orelha e nos faz questionar quem é de fato o monstro na nossa sociedade.









Conde De Ville
Carolina Munhóz


Elizabeth é uma escritora prestes a finalizar seu próximo livro.O problema?Ela não consegue finalizar seu projeto de terror.Ela sofre com o bloqueio criativo.
Com o intuito de fazer com que Elizabeth se distraia um pouco e relaxe,sua amiga consegue tirá-la de casa para ir até a nova boate da cidade.Uma boate diferente,com um clima mais sombrio e misterioso,mas que faz um enorme sucesso.
O dono é o misterioso V,uma figura que nunca foi vista por ninguém.Mas não é que Elizabeth tem sorte e em sua primeira noite na boate consegue conhecer V?
Mas talvez esse encontro possa render mais surpresas do que ela esperava.Talvez a história de terror que ela tanto tenta finalizar aconteça de verdade com ela.....


"Muitas coisas são lindas na aparência e horrorosas na essência.Nós nunca sabemos a princípio onde está o amor e onde está o terror."


"Não podia ter sido um pesadelo.Aquilo talvez não tivesse sido fruto da sua imaginação."


Quem diria que na nossa época o famoso Conde Drácula poderia ser dono de uma boate?
Mas parando pra pensar,até que faz um certo sentido.Uma criatura da noite,vivendo na noite.
O conto começou bem interessante,com uma protagonista decidida,mas que aos poucos foi perdendo um pouco da sua personalidade.
O Drácula ficou muito descaracterizado no início,só recuperando um pouco da sua essência quase no final do conto.
Algumas explicações ficaram confusas e não sei se o final me convenceu tanto assim.
O ambiente sombrio e misterioso foi o ponto alto da história,que consegue envolver e prender o leitor.Apesar da confusão de informações,a Carolina conseguiu manter a pegada misteriosa até o fim,sem abrir mão da sua proposta.Mesmo a parte do romance foi num clima bem dark e requintado.
Não foi a melhor história da Carolina que eu li,mas foi interessante poder imaginar o vampiro clássico vivendo nos dias de hoje.









Por Trás da Máscara
Frini Georgakopoulos


Christine é uma cantora prodígio e um talento nato.Por conta disso ela frequenta o maior instituto de música do país.
Só que algo está errado.Ela não consegue cantar como antes,alguma coisa se perdeu dentro dela e a menos que ela recupere a alegria de cantar pode ser que seus dias no instituto estejam chegando ao fim.
Sua amiga parece ter a solução pra isso.Diz a lenda que um talento pode conseguir a ajuda de um fantasma no teatro abandonado.Mas não é qualquer fantasma.É o fantasma de um professor ultra exigente que morreu num incêndio dentro do teatro.
Para conseguir a ajuda do fantasma,basta que Christine cante para ele no teatro.Lógico que ela não acredita em lendas,mas ela não sabe mais o que fazer,vai cantar para o fantasma.
Seu coração e seu talento estarão nas mãos do fantasma,o que poderia dar errado?


"Quando perdemos alguém próximo,alguém com quem dividimos uma vida inteira,não são os grandes momentos que nos fazem sentir falta.É o cheiro do café pela manhã que anunciava que meu pai havia acordado;o som de seu violino,que eu podia ouvir quando virava a esquina da rua;o beijo na testa toda noite."


"Você precisa de ajuda,e eu não entendo disso.Mas sei que ele entendia.Entre.Cante.E se nada acontecer,tudo bem.Mas se algo acontecer,abrace!Mude a sua vida,Christine,ou vão mudá-la por você."


Esse era o conto que eu mais esperava.Sou apaixonado pela história do Fantasma da Ópera e fiquei muito curioso pra ver como seria ele no nosso mundo.
A Frini conseguiu manter a essência da história original,dando o ar moderno que a releitura pedia.
Nossa protagonista consegue manter a inocência,mesmo tendo passado por um momento complicado,mas que consegue se recuperar.A música é sua vida,sua paixão,seu dom e é lindo ver o quanto ela é apaixonada pela música e por cantar.
Christine evolui de uma forma bonita no início,mas que vai ficando turbulenta depois que ela passa a entender e ver algumas situações.
A relação dela com o fantasma foi colocada de uma forma mais intensa do que na história original.Isso deu uma intensidade na história e mexe mais com a emoção dos leitores.Dá pra entender o sentimento de revolta e raiva por conta da relação entre eles.Isso inclusive me perturbou um pouco.
Foi um conto que gostei bastante,onde consegui me envolver,entrar dentro mesmo da trama e dos personagens e o final arranca uma lágrima até mesmo dos mais fortes.
Só senti falta da música do filme kkkkkkkkkkkkk









O Sorriso do Homem Mau
Raphael Montes


Pablo é um pai de família,respeitado,adorado e um exemplo de profissional no seu ramo da odontologia.
Tudo parece ir bem,mas algumas coisas acontecem com ele.Parte dos seus dias são apagadas da sua mente e ele não lembra o que aconteceu nesses apagões.
Tudo fica pior quando seu sobrinho desaparece.Ninguém sabe o que aconteceu ou tem alguma pista,mas parece que Pablo lá no fundo sabe de alguma coisa,algo terrível.
Até onde pode chegar a personalidade do homem?


"Os seres humanos têm mesmo invejas e mágoas uns dos outros,mas esconder esses sentimentos faz parte da boa convivência em sociedade.Agora,é como se parte dele fosse animalesca,irracional,e todas suas ideias mais profundas - e perigosas -aflorassem contra sua vontade."


Não consigo imaginar outra pessoa pra escrever uma releitura de O Médico e O Monstro do que Raphael Montes.A história é bem o estilo do autor.
A forma como ele mexe com a nossa mente,nos mergulhando no que o ser humano tem de pior é extremamente envolvente e surpreendente.
Quando achamos que está tudo bem,ele vai lá e remexe nas coisas e nos mostra que nem sempre felicidade tem a ver com satisfação.
Aqui mais uma vez temos o bem e o mau em conflito,mostrando que isso faz parte do instinto do ser humano.E é exatamente isso que provoca o medo nas histórias do autor.
O drama do personagem principal é bem sentido.O conflito na mente dele é intenso e ver o quanto isso afeta as pessoas ao seu redor é triste e aos poucos se torna revoltante.
No final desse conto é onde reside toda a genialidade do autor e até chegar lá ele vai nos levando ao clímax da história,com descrições chocantes e vívidas dos acontecimentos.
Achei o conto surpreendente pela forma como tudo foi conduzido,mas quando pensamos na história original tudo faz sentido.E foi uma recontagem para os dias atuais bem condizente.Aliás é uma história que de repente pode estar acontecendo agora,nesse exato momento.E o que pode aterrorizar mais do que a própria realidade,não é mesmo?



No geral gostei bastante do livro.Óbvio que gostei mais de alguns contos do que outros,mas a proposta original do livro foi cumprida muito bem.
Aliás a proposta foi ótima.Temos vários livros de contos com releituras de contos de fada,princesas e afins,mas histórias de terror?Achei genial!
E o mais bacana é que foram contos escritos por autores nacionais,o que dá uma felicidade imensa em ver o quão bem elaborado e escrito o livro foi.
Ele não chega a assustar de fato,pelo menos não me assustou.Talvez o conto do Raphael Montes seja o mais chocante e assustador entre eles,mas foi o mais amarrado e o que mais deixa o leitor com quele frio na barriga.
O conto da Frini ganhou meu coração,porque além de ser uma história que amo,ela conseguiu trabalhar bem demais a história,com uma narrativa muito fluida e emocionante.
Com certeza foi uma leitura que passou super rápido,com emoções distintas ao longo de toda a leitura,mas que no final acaba convencendo os leitores.Ótima escolha inclusive para quem não está acostumado a ler livros de terror,mas que gostaria de se aventurar um pouco mais no estilo.
E o que dizer da edição?Capa dura,diagramação interna linda demais....Galera Record arrasou demais nessa edição.
Quem sabe poderíamos ter uma segunda edição?Com certeza eu iria adorar!


E aí pessoal,gostaram da resenha de hoje?Era pra ter feito há mais tempo,mas antes tarde do que nunca kkkkkkkkk
Fiquei muito feliz com essa leitura porque foi mais um livro de contos que consegui ler e vocês que me acompanham aqui sabem que não sou muito de ler esse gênero,mas os últimos que li tenho amado demais!
Galerinha então por hoje é só,espero demais que tenham gostado.Me contem se já leram esse livro,o que acharam,se querem ler.....
Vou indo nessa,nos vemos na próxima postagem!
Grande abraço!

2 comentários:

  1. Olá Cláudio
    Estou louca pra ler esse livro, vai ser um dos próximos com certeza ainda mais depois da sua resenha fiquei ainda mais instigada.
    Estou encantada com essa edição 😍😍
    Ameeeei esse negócio de releituras de contos de terror!!!!
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!
      Vale muito a pena,o livro é muito bom,alguns contos são incríveis,principalmente o do Raphael Montes que é sensacional.
      A edição ficou maravilhosa mesmo,a editora tá de parabéns!
      Beijos!

      Excluir