domingo, 26 de abril de 2015

Sagas Infinitas





Ei galera!!Tudo bom com vocês?Sei que essa semana demorei mais a postar que de costume,mas foi uma semana de trabalho extremamente cansativa e o cansaço bateu violentamente em mim.
Mas hoje voltamos e resolvi trazer um debate por aqui sobre aquelas séries de livros que duraram mais do que deveriam.
Nós leitores sabemos o quanto é difícil nos desapegarmos de um mundo,personagem e história,mas também sabemos que tudo tem que ter um ponto final senão acaba ficando chato,ou melhor dizendo,escrever apenas por escrever.Mas por que os autores resolvem prolongar tanto certos livros?
Fiquei pensando nisso e cheguei a algumas conclusões,não sei se vão concordar comigo mas vamos lá:


1-Financeiro

É inegável que quando um determinado livro faz sucesso,os autores querem explorar o máximo possível,mesmo correndo o risco das continuações ficarem sem graça.Mas como só sabemos que a continuação não é tão boa quanto a gente espera,compramos o livro e lemos,e as editoras e os autores acabam lucrando com isso porque acabamos querendo saber o final da saga,não importa quantos livros tenham.



2-Pressão

Sabemos também que quando o livro acaba fazendo sucesso,existe a pressão de vários lados para uma continuação (ou continuações).Muitas vezes nessa pressão,a história tende a não ser tão boa quanto o primeiro livro ou se os livros restantes fosse escritos naturalmente.



3-Preocupação em começar uma nova obra

Existe também aquela situação:é melhor apostar no que está dando certo ou arriscar e começar uma nova história?Acho que todos os autores tem essa preocupação.Não é fácil escrever um livro e quando ele acaba fazendo sucesso acaba se tornando mais fácil fica na zona de conforto do que pensar em um outro título.



4-Desapego

Às vezes não é fácil se desapegar daquele mundo criado.O autor deve pensar no quanto demorou pra escrever sobre aquilo,o início de tudo,como dizer adeus a tudo isso.Um grande exemplo disso pra mim foi a J.K Rownling que custou a se despedir de Harry Potter e se aventurar em outro universo.




Tenho alguns exemplos de séries que acho que seriam bem melhores se tivessem sido encurtadas,ou transformando em trilogia,ou de repente até em um livro único.



O grande exemplo disso pra mim é a série House Of Night,escrita pelas autoras P.C Cast e Kristin Cast.A série conta com 12 livros (sim,12) e 6 spin-offs.
Sinceramente ,e apaixonei pela história quando li os 3 primeiros livros,mas depois a história não acabava mais,não tinha mais o que colocar dentro daquele livro e as sequências demoravam a sair.....lá pelo quinto livro fui ficando desanimado e resolvi só voltar a ler House Of Night quando o último livro fosse lançado.

Outro exemplo é a coleção Percy Jackson.Acho que a primeira série Percy Jackson e os Olimpianos estava ótima do jeito que estava,não tinha necessidade de trazer os personagens de novo em uma nova saga.Mas tio Rick Riordan resolveu fazer e o resultado não foi lá muito bom.Vários personagens novos,romanos e gregos,confusão total kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Gosto muito do jeito que o Rick escreve mas Percy já deu.

Agora um exemplo que sei que vou ser xingado mas tudo bem,faz parte kkkkkkkkk
A série em questão é a dos Instrumentos Mortais.Sim,vocês leram certo.
Comecei a ler a série com bastante expectativa,mas..........sim,não me envolvi com a história.
Poderia muito bem ter acabado no terceiro livro,não precisava de mais.Aí Cassandra Clare resolve escrever o quarto.Sinceramente,decepção total.Quase abandonei a leitura.
Cassandra Clare até tem alguns positivos,mas no geral não achei a escrita dela isso tudo que falam,mas isso é papo para uma outra postagem.




Galerinha por hoje é só.Contem pra mim quais outras sagas que vocês acham que deram o que tinham que dar.Digam se preferem livros de séries ou stand alones.
Espero que tenham gostado da postagem de hoje.
Grande abraço e ótima semana pra vocês!!



créditos da imagem:http://letraseaventura.blogspot.com.br/2014/06/sagas.html

4 comentários:

  1. OI Claudio!
    Acredita que nunca li nenhuma dessas séries que você citou? O_O
    Mas, li "A seleção" que é um exemplo clássico de série esticada que poderia ser muito melhor se fosse mais curtinha, uns dois livros já dava e sobrava pra tudo!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!!
      Sério?
      É verdade,ainda tem A Seleção.Acho que podia ter parado no terceiro livro no máximo,mas vamos ver o que teremos no quarto livro.
      Beijos!!

      Excluir
  2. Boas ponderações.
    Acho que em primeiríssimo lugar está mesmo o aspecto financeiro, como vc colocou. Ainda mais em países onde há realmente escritores profissionais, caras que vivem de escrever, somente. É o ganha pão!
    Me pergunto se eu tb não seria seduzido pela grana, em detrimento da arte...
    Abraços, Cláudio!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho.Infelizmente vemos que o lado financeiro na maioria das situações acaba falando mais alto.Aqui no Brasil é praticamente impossível viver só de escrever.Pô também me fiz esse questionamento....
      Abração!!!

      Excluir