quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Top 5:Stephen King


Hey pessoal!Tudo bom com vocês?Olha,esse horário de verão tá acabando comigo esse ano,parece que tô permanentemente cansado e com sono kkkkkkkkkk
Mas voltando as postagens,hoje quero falar de um autor que é mais que um simples autor,é uma inspiração para muitas pessoas.Lógico que estou falando do mestre Stephen King.Quem me conhece sabe como sou fã desse cara,mas acho que nunca fiz uma postagem dedicada a ele.
Tenho uma pequena coleção com os livros dele,nem todos lidos,mas a maioria sim.Quero então dividir com vocês os meus cinco livros preferidos do autor.
Obs:o box da Torre Negra comprei recentemente e tem mais um a caminho (A Hora do Lobisomem)






Misery


Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante analgésico. A segunda, que ela era viciada em analgésicos. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca. Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho.A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.

Nunca leram Misery?Parem tudo o que estiverem fazendo e corram pra ler.Nesse livro o King se aventura no mundo do thriller,com uma trama de tirar o fôlego e com personagens marcantes.
Annie Wilkes melhor vilã dos livros do King na minha opinião.







Cujo


Frank Dodd está morto e a cidade de Castle Rock pode ficar em paz novamente. O serial-killer que aterrorizou o local por anos agora é apenas uma lenda urbana, usada para assustar criancinhas. Exceto para Tad Trenton, para quem Dodd é tudo, menos uma lenda. O espírito do assassino o observa da porta entreaberta do closet, todas as noites. Você pode me sentir mais perto… cada vez mais perto. Nos limites da cidade, Cujo – um são Bernardo de noventa quilos, que pertence à família Camber – se distrai perseguindo um coelho para dentro de um buraco, onde é mordido por um morcego raivoso. A transformação de Cujo, como ele incorpora o pior pesado de Tad Trenton e de sua mãe e como destrói a vida de todos a sua volta é o que faz deste um dos livros mais assustadores e emocionantes de Stephen King.


Uma das resenhas mais recentes aqui do blog.E de cara já foi um livro que entrou pra minha lista de preferidos do King.
A genialidade dele nesse livro foi algo fora do normal.
Um suspense com toques sobrenaturais que deixa o leitor de boca aberta.







Sobre A Escrita


Com uma visão prática e interessante da profissão de escritor, incluindo as ferramentas básicas que todo aspirante a autor deve possuir, Stephen King baseia seus conselhos em memórias vívidas da infância e nas experiências do início da carreira: os livros e filmes que o influenciaram na juventude; seu processo criativo de transformar uma nova ideia em um novo livro; os acontecimentos que inspiraram seu primeiro sucesso: Carrie, a estranha. Pela primeira vez, eis uma autobiografia íntima, um retrato da vida familiar de King. E, junto a tudo isso, o autor oferece uma aula incrível sobre o ato de escrever, citando exemplos de suas próprias obras e de best-sellers da literatura para guiar seus aprendizes. Usando exemplos que vão de H. P. Lovecraft a Ernest Hemingway, de John Grisham a J. R. R. Tolkien, um dos maiores autores de todos os tempos ensina como aplicar suas ferramentas criativas para construir personagens e desenvolver tramas, bem como as melhores maneiras de entrar em contato com profissionais do mercado editorial. O livro também não deixa de lado as memórias e experiências do mestre do terror: desde a infância até o batalhado início da carreira literária, o alcoolismo, o acidente quase fatal em 1999 e como a vontade de escrever e de viver ajudou em sua recuperação. Ao mesmo tempo um álbum de memórias e uma aula apaixonante, Sobre a escrita irradia energia e emoção no assunto predileto de King: literatura


Imaginem ter lições de escrita diretamente do mestre?E é isso que Sobre A Escrita se propõe.Com dicas valiosas baseadas em suas experiências pessoais,tornam esse livro recomendação de leitura obrigatória para todos os fãs do autor e para quem é autor ou pretende escrever.







O Iluminado



Danny Torrance não é um menino comum. É capaz de ouvir pensamentos e transportar-se no tempo. Danny é iluminado. Será uma maldição ou uma bênção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook.
Em O Iluminado, quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador no velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se das convulsões que assustam a família. 
Só que o Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu-se de enterrar velhos ódios e de cicatrizar antigas feridas, e espíritos malignos ainda residem nos corredores. O hotel é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. É uma sentença de morte. E somente os poderes de Danny podem fazer frente à disseminação do mal.


Esse é o meu queridinho.Esse foi o livro que me tornou fã de vez do autor.Até hoje é o meu livro preferido dele (e olha que isso significa muita coisa).
A história de Danny foi uma das poucas que foi capaz de me assustar de verdade e isso é algo praticamente impossível de fazer comigo,acreditem.







O Cemitério


Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um "simitério" no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação.
Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.


Outro livro completamente assustador.Conforme vamos lendo,parece que tudo o que está acontecendo na história está acontecendo ali mesmo com a gente.Ler esse livro a noite é garantia de tomar alguns sustos,o mínimo barulho pode te deixar meio desconfiado hahahahahaha




Galera,gostaram da postagem de hoje?Fico muito feliz quando falo de autores que sou fã e falar do King é garantia de elogios e mais elogios kkkkkkkkkk
Espero demais que tenham gostado.
Já leram algum livro dele?Qual o favorito de vocês?Colecionam os livros do autor?Não esqueçam de comentar e se quiserem mostrar a coleção de vocês é só me mandar a foto por e-mail que posto na fanpage do blog :D
Por hoje é só gente,espero vocês na próxima postagem!
Grande abraço!

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Resenha:O Beijo Traiçoeiro


Livro:O Beijo Traiçoeiro
Autora:Erin Beaty
Editora:Seguinte
Páginas:440
Tradução:Guilherme Miranda



Sinopse

Com sua língua afiada e seu temperamento rebelde, Sage Fowler está longe de ser considerada uma dama — e não dá a mínima para isso. Depois de ser julgada inapta para o casamento, Sage acaba se tornando aprendiz de casamenteira e logo recebe uma tarefa importante: acompanhar a comitiva de jovens damas da nobreza a caminho do Concordium, um evento na capital do reino, onde uniões entre grandes famílias são firmadas. Para formar bons pares, Sage anota em um livro tudo o que consegue descobrir sobre as garotas e seus pretendentes — inclusive os oficiais de alta patente encarregados de proteger o grupo durante essa longa jornada. Conforme a escolta militar percebe uma conspiração se formando, Sage é recrutada por um belo soldado para conseguir informações. Quanto mais descobre em sua espionagem, mais ela se envolve numa teia de disfarces, intrigas e identidades secretas. E, com o destino do reino em jogo, a última coisa que esperava era viver um romance de tirar o fôlego.



Oi povo!Tudo certinho com vocês?
Vamos conversar então sobre mais um livro,lançamento recente do grupo Companhia das Letras pelo selo da editora Seguinte.Falaremos então sobre O Beijo Traiçoeiro,da autora Erin Beaty.


Sage Fowler mora com seus tios e atua como tutora e professora das primas.Ensinar é praticamente sua grande paixão.
Tudo muda quando um dia seu tio chega e informa que ela já está crescendo e tem que ter um rumo na vida.Na visão do seu tio,esse rumo é simplesmente se casar,mesmo que seja contra a vontade dela.Para isso,ele contrata a casamenteira Darnessa para que ela consiga arranjar um belo casamento para Sage.
Porém na hora da entrevista,Sage é um desastre completo,falando muito mais do que devia.Esse jeito da nossa protagonista chamou a atenção da casamenteira que a convida para ser sua aprendiz e partir junto com ela para o Concordium,um evento onde as grandes uniões são realizadas na capital.
Para fazer a escolta das damas,oficiais militares irão acompanhá-las até o Concordium.Mal sabem elas que estarão expostas a um plano surpreendente e perigoso....
Sage só não esperava que em meio a essa viagem estaria exposta a uma conspiração militar,um plano sangrento movido a vingança,segredos,uma trama complexa e mais do que isso:uma inesperada e proibida paixão.




Esse é o tipo de livro que eu olhava,mas a capa não me atraia pra pegar e ler a sinopse.Até que recebi de cortesia por aqui do grupo Companhia das Letras (Obrigado!) e resolvi dar uma olhada na sinopse.Fiquei muito intrigado,porque não consegui definir exatamente o que poderia encontrar nesse livro,então fui pra leitura com a cara e com a coragem.
Posso dizer:foi uma grande surpresa.
Encontrei aqui uma história com pegada de distopia,passando por romance histórico junto com um quê de fantasia medieval e claro:romance.
Esse tipo de mistura se não for bem trabalhado pode acabar causando uma certa confusão para o leitor.Para a nossa sorte,a autora conseguiu transitar pelos estilos da melhor maneira possível,sem se perder na construção do ambiente da trama.
Ela conseguiu também construir personagens fortes,principalmente os femininos.Aliás,a presença do feminismo é completamente visível e importante na história.Sage é uma personagem que não aceita as coisas do jeito que são,ela se questiona,ela pensa,tem um temperamento forte (o que acaba causando muitos problemas pra ela) e não abaixa a cabeça pra ninguém.Completamente decidida,não espera que alguém vá salvá-la,ela mesma corre atrás da solução pra sair das enrascadas.Muito sagaz,tem uma compreensão incrível das pessoas e das situações ao redor,o que a torna uma ajuda e um perigo ao mesmo tempo.A representatividade feminina chama positivamente a atenção,precisamos de mais personagens assim e mais autores que explorem o feminismo de uma forma que nos faça pensar e entender melhor o que o feminismo representa para a nossa sociedade.
Pensem numa mistura da Katniss (Jogos Vorazes) com a America (A Seleção) e assim chegaremos até Sage,acho que essa é a melhor definição dela.
Sobre os personagens masculinos....não dá pra falar muita coisa sem dar um grande spoiler,mas posso falar que são personagens valentes,muito unidos um com o outro e sempre em prol do melhor para o reino.Aliás a grande surpresa do livro está entre os personagens masculinos que são os militares,então não percam os detalhes.
O mundo criado pela autora é bem desenvolvido.A princípio irão achar parecido com outros mundos de outras histórias de fantasia (eu também achei),mas isso em nada me incomodou durante a leitura,até porque achei a forma como a autora descreveu as relações políticas e pessoais da história incrivelmente simples e objetiva.
Talvez ela pudesse ter se aprofundado um pouco mais na sociedade em si,nos mostrar um pouco mais do mundo fora do Concordium,até para termos uma noção mais ampla do cenário geral desse mundo.Em contrapartida,as relações políticas foram explicadas de forma bem leve e objetiva.
A minha maior surpresa com esse livro,foi toda a trama de segredos que a autora colocou na história e que ela espera o tempo certo pra revelar.Segredos que me surpreenderam,sim.Não esperava que essa história fosse me envolver tanto quanto me envolveu.
Outro acerto da autora foi colocar o ponto de vista da Sage e do soldado Ash,assim vamos entendendo um pouco mais sobre quem é Sage e seu papel no Concordium e vemos também como funcionam as relações políticas e estrutura do exército.
Enfim pessoal,curti muito essa leitura,transcorreu de forma tão leve que em menos de três dias já tinha concluído a leitura.Chega um determinado ponto da história que é tiro atrás de tiro,porrada atrás de porrada que não dá pra largar kkkkkkkkkkk
Para os fãs de distopia,romance,aventura e fantasia,acho que esse livro vai agradar bastante.
Quem não costuma ler esse tipo de livro,mas tem vontade,essa é uma escolha super interessante para começar!




"Agir rápido tem seus méritos,mas a paciência também tem.É um equilíbrio delicado,e nem todos que o tem tomam sempre a melhor decisão."



" - E talvez eu nem queira a patente.Só acorrenta a pessoa ao dever por anos - Ele apontou para Cass e Gramwell,cavalgando alguns metros à frente- Está vendo os dois?Como precisam agir o tempo todo?Compare aquilo a mim,aqui com você.Essa é uma liberdade que eles não têm."



"....eu te amo Sage Fowler.De todas as coisas que disse e fiz,essa é a mais verdadeira."




Pessoas,que livro.Gosto demais quando a gente pega um livro que nos surpreende positivamente.Não esperava gostar tanto quanto gostei,de verdade.
À primeira vista pode parecer uma cópia de várias outras fantasias ou distopias,mas é uma história com uma originalidade própria misturada com elementos distópicos já conhecidos.Deem uma chance para esse livro que com certeza irá surpreender.
Então é isso gente,espero demais que tenham gostado.
Não esqueçam de dizer o que acharam!
Vou indo nessa galerinha,nos vemos na próxima postagem!
Grande abraço!

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Resenha:Cujo


Livro:Cujo
Autor:Stephen King
Editora:Suma de Letras
Páginas:376
Tradução:Michel Teixeira



Sinopse

Frank Dodd está morto e a cidade de Castle Rock pode ficar em paz novamente. O serial-killer que aterrorizou o local por anos agora é apenas uma lenda urbana, usada para assustar criancinhas. Exceto para Tad Trenton, para quem Dodd é tudo, menos uma lenda. O espírito do assassino o observa da porta entreaberta do closet, todas as noites. Você pode me sentir mais perto… cada vez mais perto. Nos limites da cidade, Cujo – um são Bernardo de noventa quilos, que pertence à família Camber – se distrai perseguindo um coelho para dentro de um buraco, onde é mordido por um morcego raivoso. A transformação de Cujo, como ele incorpora o pior pesado de Tad Trenton e de sua mãe e como destrói a vida de todos a sua volta é o que faz deste um dos livros mais assustadores e emocionantes de Stephen King.



Olá pessoas!Tudo bom com vocês?
Hoje acontece algo raro:uma sexta feira 13 cai justamente no mês do terror!Coincidência?Não sei,mas que essa data merece algo especial,merece sim!
E nada melhor pra comemorar essa data do que uma resenha de um livro do mestre do terror,Stephen King.
Vamos falar sobre uma leitura que terminei recentemente e entrou na minha lista dos melhores livros do mestre.A resenha de hoje é sobre Cujo,lançado pela Suma de Letras pela coleção Biblioteca Stephen King,com uma edição capa dura mega caprichada.



Vic e Donna vivem em Castle Rock com seu filho Tad.
O casal vive uma vida dita perfeita,mas passam por uma grave crise no casamento.
Paralelamente a isso,Vic luta contra um grande problema na agência onde trabalha e precisa se concentrar em ambos os problemas.
E pra piorar a situação,Tad vem tendo problemas pra dormir.Ele tem certeza que um monstro está dentro do seu armário,mesmo que seus pais falem que monstros não existem.
Castle Rock é uma cidade que vive à sombra do assassino Frank Dodd.Mesmo estando morto,a população da cidade nunca deixou de ficar com medo dele.Seria o espírito do assassino no armário de Tad?
Vic precisa viajar a negócios,então Donna acaba tendo que levar seu carro até a oficina de Joe Camber que é dono de um São Bernardo chamado Cujo.
Só que chegando lá,Donna percebe que tem algo errado.....onde está todo mundo?E o que aconteceu com Cujo?



Posso falar sem medo que esse é um dos melhores livros do King,e isso não é pouca coisa.
Os personagens são muito bem construídos,o que é uma marca característica do autor.E com esses personagens,vem também os conflitos externos e principalmente internos.
A relação entre todos eles é bem intensa,por vezes sempre no limite,sempre à espera de uma centelha pra explodir o barril de pólvora de tensão.
Tad foi o personagem que mais gostei,muito pela inocência de criança que ele tem,o que muitas vezes faz falta nos personagens infantis dos livros.
Donna é uma mulher que em muitos aspectos no início da história tem muitas incertezas dentro de si,o que faz com que ela tome decisões equivocadas que vão colocar em xeque seu casamento.
Mas no decorrer do livro,vemos que ela acaba tirando forças de onde ela achava que não tinha,o que faz com que ela tenha um crescimento gigantesco dentro da história.
O cenário da história nos transporta aos poucos para cenários de filmes de terror.E o King consegue fazer isso sem muito esforço,dando aos poucos ares de suspense,caindo pro lado sobrenatural muitas vezes.
Um dos artifícios usados pelo autor,foi dar voz ao próprio Cujo.Vemos os pensamentos dele,como ele era antes de tudo acontecer com ele e como ele vai se tornando a fera que vai aterrorizar todos que chegarem perto dele.E vamos combinar:foi uma ideia de gênio dar voz ao Cujo,pra que o leitor entendesse melhor o que está acontecendo com ele.Muito melhor do que jogar toda a situação em cima do leitor.A gente conhece o Cujo como um cão São Bernardo super dócil e amoroso,que se dá super bem com os seus donos e após ele ser mordido por um morcego raivoso,vemos a transformação dele pouco a pouco.
Em termos de narrativa,é aquele estilo bem King,com descrições bem visuais,bem fortes,realistas quando tem que ser e sobrenaturais quando se necessita.
Algumas pessoas não curtem esse estilo descritivo do King,já ouvi pessoas falando que ele perde o foco da história com muitas descrições desnecessárias.
Concordo que algumas vezes o autor divaga demais nas descrições,mas isso é algo que a gente aprende a gostar conforme a leitura e quem está acostumado a ler algo do King já sabe que pode esperar por esse estilo.
Outra coisa que achei bem bacana foi o fato do autor pegar um tema simples,que é um cachorro com raiva,e transformar toda uma situação em um thriller sobrenatural surpreendente.Ele deixa pairar sempre a dúvida:é só uma doença mesmo ou algo mais macabro?
E as cenas de suspense são de tirar o fôlego.Principalmente quando Donna e Tad se vêem cara a cara com Cujo,num beco sem saída.
Uma curiosidade:o próprio King quando escreveu esse livro não estava nos seus melhores dias após consumo excessivo de drogas.O próprio já declarou que não lembra de nada do processo criativo de Cujo.
Finalizando,essa é uma história que vai brincar com a mente do leitor,levando suas emoções ao máximo,mexendo com as angústias e o medo do leitor.
Tem uma cena no final do livro que eu não gostei,na verdade não acreditei que o autor fosse tomar esse caminho,mas depois que terminei de ler fiquei pensando que foi coerente com toda a trama e fazia sentido junto com o contexto.
Acreditem,esse é um livro que vai prender e aterrorizar vocês na medida certa!


É gente,acho que deu pra perceber o quanto essa história me conquistou e muito.Como admirador de um bom terror e thriller,esse livro superou minhas expectativas (que já são altas quando se trata do King) e me fez ficar ainda mais fã do mestre.
Agora quero ver também o filme,apesar de ser um daqueles filmes thrash de terror,sei que vale pena.
Galerinha espero que tenham curtido a resenha.Não esqueçam de falar o que acharam,se pretendem ler,se já leram algo do Stephen King.....
Vou indo nessa pessoal,até a próxima postagem!
Grande abraço e ótimo fim de semana!

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Leituras de Setembro


Oi gente!Tudo bom?
Queria fazer mais uma resenha,mas lembrei que falta postar as leituras de Setembro kkkkkkkkkk
Quem vi a postagem com a minha TBR,viu que escolhi poucas leituras porque Setembro foi um mês mega agitado pra mim.Houveram dias que eu nem consegui pegar um livro pra ler.Por um momento achei que eu não fosse conseguir dar conta dos livros escolhidos,mas eis que do nada consegui acelerar o meu ritmo.
Resultado:bem,vamos conferir...






Treze
FML Pepper
Galera Record


Não aguentava de tanta expectativa por esse livro.A escrita da Pepper só ficou melhor.Ela conseguiu explorar um universo mais real,com aquela pitada de mistério,sobrenatural,ação e romance que dão o tom da história.E a fórmula se provou ser um sucesso!
Foi uma leitura fascinante que com certeza merece muito ser recomendada.
Tem resenha dele por aqui!







O Sorriso da Hiena
Gustavo Ávila
Verus


Só digo uma coisa:uma das melhores leituras do ano,sem dúvidas.Minha mente ficou bem embaralhada com todas as perguntas,dúvidas e questionamentos que o autor coloca na história.
Sem falar que ele conduz a trama de uma forma que instiga o leitor a fundo até o final que provoca muitos debate entre os leitores.
Mais um com resenha liberada!







Uma História de Verão
Pam Gonçalves
Galera Record


Pensem num livro mais lindo?Não chega nem perto do que foi esse livro pra mim!
Virei ainda mais fã da Pam depois dessa história maravilhosa.
São tantas mensagens positivas,tanta energia positiva nessa leitura...
Acho que foi uma das resenhas que mais gostei de ter feito!







A Soma de Todos Os Beijos
Julia Quinn
Arqueiro


Continuando a leitura do quarteto Smythe-Smith,consegui terminar de ler o terceiro livro da série.E não é que a Julia tem conseguido me prender?
O meu preferido da série continua sendo o segundo,mas gostei desse também apesar de algumas coisas que falaremos na resenha dele em breve.







Ao Seu Encontro/O Último Adeus/Pegando Fogo
Abbi Glines
Arqueiro




Momento emoção:consegui finalizar a série Rosemary Beach!
Vou sentir saudade dos personagens,me apeguei demais a cada um deles,cada um foi responsável por mexer comigo de várias e várias formas diferentes.
Eu tenho uma opinião de cada livro e uma opinião geral pra série,mas isso vamos comentar mais pra frente kkkkkkkkkkkkk







Então gente,essas foram as minhas leituras.Consegui dar conta de todas,apesar da correria do mês e em época de Bienal hahahahhahhaha
E o mais importante:foram ótimas leituras!
Espero que Outubro também seja repleto de leituras incríveis!
Então é isso pessoal,espero que tenham gostado das minhas leituras. Aos poucos teremos resenha deles (embora já tenham de três hahahahahhaa).
Pessoas vou indo nessa,nos vemos na próxima postagem!
Grande abraço!

domingo, 8 de outubro de 2017

Resenha:Ninguém Nasce Herói


Livro:Ninguém Nasce Herói
Autor:Eric Novello
Páginas:384
Editora:Seguinte


Sinopse

Num futuro em que o Brasil é liderado por um fundamentalista religioso, o Escolhido, o simples ato de distribuir livros na rua é visto como rebeldia. Esse foi o jeito que Chuvisco encontrou para resistir e tentar mudar a sua realidade, um pouquinho que seja: ele e os amigos entregam exemplares proibidos pelo governo a quem passa pela praça Roosevelt, no centro de São Paulo, sempre atentos para o caso de algum policial aparecer. Outro perigo que precisam enfrentar enquanto tentam viver sua juventude são as milícias urbanas, como a Guarda Branca: seus integrantes perseguem diversas minorias, incentivados pelo governo. É esse grupo que Chuvisco encontra espancando um garoto nos arredores da rua Augusta. A situação obriga o jovem a agir como um verdadeiro super-herói para tentar ajudá-lo — e esse é só o começo. Aos poucos, Chuvisco percebe que terá de fazer mais do que apenas distribuir livros se quiser mudar seu futuro e o do país.


Oi meu povo!Tudo bom com vocês?
Vamos com mais uma resenha hoje pra irmos colocando as coisas em dia por aqui.
O livro escolhido foi um que terminei de ler recentemente e recebi de cortesia do grupo Companhia das Letras;Ninguém Nasce Herói,do autor Eric Novello.
Esse livro me interessou bastante por ser uma distopia nacional.Não lembro de ter lido nenhum livro nacional desse gênero,o que me deixou muito curioso pra saber como o autor ia abordar a história.



Aqui vivemos numa São Paulo governada pelo Escolhido.
Qualquer ato simples como ler um livro que te faça ter opinião é visto como forma de protesto contra o governo.
Chuvisco e seus amigos fazem parte da turma que vão contra os mandos e desmandos do governo e tentam através de pequenos atos atrair a atenção da população para o autoritarismo.
Chuvisco sempre teve um senso de justiça muito grande,então quando ele vê um garoto sendo espancado pelas milícias urbanas,ele não pensa duas vezes e parte para defender o garoto,colocando em risco sua própria vida.
E assim começa a luta do nosso protagonista contra um governo que faz de tudo para deter as massas e impor seu ponto de vista e faz prevalecer a sua vontade.


Galera,quando peguei esse livro pra ler não tinha a menor expectativa,nem nada.Apenas curiosidade mesmo pra saber como seria ler uma distopia nacional recente.
Não sei se é pelo fato de estar um pouco saturado do gênero,mas a minha experiência com essa leitura não foi tão boa assim.
O mundo criado pelo autor é bem real,bem semelhante ao nosso mesmo,com a diferença de um governo mais tirano e controlador (estilo ditadura militar,aliás essa história me lembrou demais o período da ditadura)
A intenção em mostrar esse mundo cheio de imposições,preconceitos e afins foi ótima,mas achei algumas partes forçadas.


Os personagens são jovens,com todo espírito de revolução e vontade de fazer a diferença nesse mundo,principalmente Chuvisco.
O sentimento de amizade entre eles é interessante de se ver,porém esse sentimento vai se misturando a muitos segredos e a várias outras variantes,o que acabou deixando o leitor muito confuso com a relação entre eles.
Essa indefinição entre a relação e os sentimentos dos personagens me atrapalhou um pouco no decorrer da leitura.
Em meio a essas indefinições,gostei da relação entre a Amanda e o Chuvisco.Eles mostram muito carinho e preocupação um com o outro.Foi algo muito bonito de se acompanhar.
Chuvisco me irritou bastante em alguns momentos.Ok,ele tem vontade de fazer a diferença no mundo,mas ele sozinho não vai conseguir nada.Ter os amigos por perto,se abrir pra eles,não guardar segredos do que ele planeja.....isso são coisas que deveriam ter sido feitas,mas ele prefere afastá-los.Entendo até que seja para protegê-los,mas ele acaba se isolando muitas vezes desnecessariamente.
O vilão aqui não tem uma figura física representada.A gente sabe que é o Escolhido,mas ele não aparece em momento algum da história.O vilão mesmo são as suas ideias e a forma como ele colocou elas em prática juntamente com as milícias


A história é repleta de representatividade,o que achei muito muito bacana e necessário.Em poucas distopias (talvez essa seja a primeira) consegui ver tanta representatividade presente.
Isso chama muito a atenção positivamente.
A questão dos mínimos atos serem considerados rebeldia me fez lembrar demais de 1984, do autor George Orwell.
As questões políticas foram bem exploradas.Nada de inovador,mas o autor apostou numa fórmula mais simples,com algumas pitadas diferenciais aqui e ali,o que acabou fazendo com que a história seguisse uma linha bem coerente do início ao fim.
A mensagem da história é bem passada,mostrando que heróis não nascem do nada,eles se criam diante das dificuldades,nem precisando ter super poderes.Basta coragem,senso de justiça e vontade de fazer a diferença.Mensagem essa que temos que levar pra vida!

Pra finalizar pessoal,pode parecer que não gostei do livro,mas não é bem assim.Algumas coisas me incomodaram sim,mas os pontos positivos se sobressaíram e no geral acabou se tornando uma leitura ok,mas ficou a sensação de que poderia ter sido melhor.
Mas por ter muitas coisas semelhantes ao nosso atual quadro social e político,acho uma leitura super válida e necessária.
Parabéns ao autor pela coragem de fazer uma distopia com representatividade,mostrando os conflitos e perseguições da sociedade por puro preconceito e medo.



"É uma bolha,nosso mundo perfeito.Pessoas diferentes e iguais ao mesmo tempo.Que falam de filmes,músicas,relacionamentos e da falta deles,de sonhos loucos,política,viagens e de profissões.Que discordam e não se matam por isso.Um talento que a muitos parece perdido."



"Todo amigo um dia já foi um estranho,minha avó costumava dizer.Não dá pra antecipar quem vai passar batido pela gente,e quem vai nos olhar mais atentamente e mudar nossa vida."



"Afinal,todo relacionamento precisa de manutenção,até os que mantemos com nossos fantasmas."



"Numa sociedade sã,a loucura é a única liberdade."




Bom pessoal,espero que tenham gostado da resenha.
Essa é uma boa leitura para vocês terem um primeiro contato com uma distopia nacional.Tenho certeza que vai ser proveitoso pra vocês.
Alguém por aqui já leu?Gostou?Pretende ler?
Só uma história engraçada:ficava procurando o autor quase todos os dias da Bienal,mas por ter outros eventos pra ir no mesmo dia que ele estava por lá,acabava não encontrando.
Eis que no último dia,exatamente no momento em que eu estava indo embora,resolvi passar no estande da Companhia das Letras e adivinhem quem estava por lá?Sim,ele estava por lá e mais sorte ainda:eu tinha levado meu livro hahahahhahhaha
Então gente,por hoje é só,não esqueçam de deixar suas opiniões!
Vou indo nessa,até a próxima postagem!
Grande abraço e ótima semana pra vocês!

sábado, 7 de outubro de 2017

Resenha:Uma História de Verão


Livro:Uma História de Verão
Autora:Pam Gonçalves
Páginas:304
Editora:Galera Record



Sinopse

É o último verão de Analu perto de casa antes da faculdade. Entre a dificuldade de se entender com seus pais, que queriam que ela cursasse Direito e não Cinema, e as persistentes comparações com seu irmão gêmeo, André Luiz, o grande exemplo de filho que faz tudo para agradar, a garota está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos e só quer aproveitar suas férias com os amigos. O lugar é lindo, o clima está ideal e não faltam lembranças em cada cantinho da praia. Pena que nem todas são boas: a primeira decepção amorosa e grande paixão de Ana Luísa, Murilo, está de volta com o sorriso cafajeste de sempre e novas promessas. De um lado, o futuro em uma nova e incrível cidade, São Paulo; do outro, os amigos, a família e um amor traiçoeiro que ao mesmo tempo machuca e envolve.




Oi pessoal!Tudo tranquilo com vocês?E vamos com mais um fim de semana maravilhoso,dia de descanso,encontrar os amigos,colocar as leituras em dia.....
Quero falar com vocês sobre um livro muito amorzinho,que me conquistou demais em vários sentidos;estou falando de Uma História de Verão,da autora Pam Gonçalves.
Pra quem não conhece, a Pam,ela é uma booktuber,dona do canal Pam Gonçalves (ex Garota It).
Esse é o terceiro livro publicado por ela e segundo livro solo.


Ana Luísa é uma jovem que vive o dilema de pré faculdade.Ela sabe muito bem o que quer estudar,mas vive a pressão dos pais para que ela escolha a faculdade de Direito.
Num ato de felicidade própria,ela decide pela faculdade de Cinema,seu grande sonho,o que acaba gerando a revolta da família.
Querendo aproveitar ao máximo o verão antes de se mudar e correr atrás dos seus sonhos,ela sai em viagem com os amigos para aliviar a tensão do momento e curtir a vida.
Ela só não esperava que Murilo,seu ex namorado (que a traiu,deixando bem claro)fosse aparecer nessa equação e bagunçar sua vida novamente.
Resta para Analu decidir qual escolha a levará diretamente para o caminho da felicidade.....




Eu já sabia o que poderia encontrar nesse livro.Não peguei pra ler a sinopse antes,nem nada,apenas confiei na capacidade da Pam de criar histórias envolventes,simples e com uma mensagem de valorização de si mesmo,correndo atrás dos seus sonhos.
Com esse pensamento,mergulhei fundo nessa leitura e o resultado:amor demais!
A primeira coisa que vocês têm que ter em mente:é um livro young adult,não esperem uma trama mirabolante,com reviravoltas a todo momento,nem nada assim.
Um História de Verão é muito amor pela simplicidade como a autora conseguiu desenvolver a trama,com uma narrativa rápida,dinâmica,envolvente e sem deixar de passar a sua mensagem.Inclusive podemos ver muito da autora em cada página desse livro.


Os personagens são construídos de forma bem real.Analu e companhia poderiam perfeitamente estar ali do nosso lado conversando com a gente de tão reais que eles são.
São jovens que cometem erros,acertos,mas em nenhum momento deixam de arriscar,principalmente nossa personagem principal.
Gisele e Yuri são os melhores amigos que alguém poderia ter ever!!!
O que achei bem legal é que cada personagem no livro tem sua importância para o final da história.Por mais que não apareçam tanto,cada um deles a sua maneira tem um dedinho de importância nas escolhas de Analu,nos pensamentos dela.
A Pam teve o mérito de colocar cada integrante da história no momento certo.Eles não precisam aparecer em todo o livro,mas aparecem nos momentos cruciais onde eles realmente devem aparecer.Isso foi muito positivo,não deixa os personagens jogados no livro,nem impõe a presença deles sem necessidade.


Sobre a trama em si,ela nos mostra que é preciso correr atrás dos seus sonhos,que você não precisa que as pessoas digam o que você tem que fazer ou deixar de fazer.
E nós vemos uma força,uma esperança em cada página,em cada momento.O conflito familiar foi bem abordado,de uma forma leve,mas mostrando o que acontece.
Quem nunca viveu as sombras de um irmão ou irmã que para os pais é o tipo de filho perfeito?Não é fácil e a Pam conseguiu mostrar um pouco como é a convivência com a situação,o quanto é difícil viver sendo pressionado por esse tipo de situação.
A família de Analu é como se fosse a família perfeita para a sociedade,para as pessoas na empresa do pai dela.E ter opinião e escolhas próprias acabam sendo tidas como forma de rebeldia e infantilidade,caprichos de um adolescente,como muitos pais costumam falar.
Só que Analu está correndo atrás da felicidade dela,fazendo suas próprias escolhas e tomando suas próprias decisões.Consequentemente,ela tem que arcar com essas escolhas e em nenhum momento da história ela foge disso,muito pelo contrário,enfrenta as situações.


"Mas Cláudio,o que podemos esperar desse livro?"
Esperem uma história repleta de amor,amizade,descobertas,escolhas.
Uma trama leve,que nos leva por caminhos complicados,de uma fase complicada,onde cada decisão pode influenciar positivamente ou negativamente na sua vida.
E o final.....gente,eu não esperava mesmo que a Pam fosse colocar esse final.A história se encaminhava toda por um caminho e no final ela muda isso kkkkkkkkk
Pensando depois em tudo o que tinha lido,o final fez todo o sentido do mundo pra mim,foi a melhor escolha para a Analu.
Temos também a questão da sexualidade,que é bem complicada nessa fase e que foi abordada de uma forma mega natural,como deve ser abordada mesmo,mas sem deixar de mostrar os conflitos internos,as dúvidas,a dificuldade de auto aceitação.
Mais uma vez ela provou ser dona da sua própria vida,independentemente do que falem.
Não vou falar demais pra não dar spoilers,mas sério,aproveitem essa leitura que é super gostosinha de ser feita,muito leve,vocês conseguem ler em pouquíssimo tempo.
A simplicidade da história vai encantar vocês e com certeza fará com que o leitor pense em muitas coisas da vida.
Não curti muito a construção do relacionamento entre os pais da Analu.Achei uma relação muito dependente,submissa,em certo ponto bizarra que acaba ficando de lado.Isso me incomodou bastante
Super recomendo para os adolescentes,pode ajudar demais nessa fase complicada que é a adolescência.




"Não entendo por que estou torcendo para que meu sonho não se realize.Por que estou tão insegura de seguir o que quero?Eu optei por ser feliz e isto deveria bastar."



" - Seja o que tiver de ser - digo.
- Não. - Gisele pega a mão de Yuri e a minha.
- Seja o que a gente quiser que seja.
Ela tem razão."



"O problema é que mesmo quando é muito bem colado,fica a cicatriz.A rachadura sempre vai ficar visível.E então vai voltar a se quebrar de novo,é só uma questão de tempo."





E aí gente,gostaram da resenha?
Amei falar um pouco mais dessa leitura que me encantou tanto!
Já tinha gostado demais de Boa Noite,que é um livro da Pam young adult também,porém com um tema mais forte,mas com Uma História de Verão eu simplesmente fiquei apaixonado!
Pretendo ler tudo o que a Pam escrever,não tenho dúvidas.
É isso galerinha,espero demais que tenham gostado da resenha.Não deixam de comentar se já leram,se pretendem ler,o que acharam....
Vou indo nessa gente,até a próxima postagem!
Bom final de semana e grande abraço!

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Wishlist de Outubro


Oi gente!Como vocês estão?Olha,Outubro mal começou e o ritmo de leituras está indo muito bem,obrigado.Tô surpreso comigo mesmo hahahahhahaha
Pra variar,mês de Halloween tem muitos lançamentos de livros voltados para o terror e claro,muitos deles são meus desejados (no caso dessa lista,muito desejados).
Acho que é a primeira wishlist que faço que deu vontade de terminar a postagem e colocar todos eles no carrinho da Amazon ou da Saraiva (talvez eu tenha posto,só não concluí a compra kkkkkkkkk)
Vamos conhecer então alguns dos que mais quero ter na minha estante!







Origem
Dan Brown
Arqueiro


De onde viemos? Para onde vamos?

Robert Langdon, o famoso professor de Simbologia de Harvard, chega ao ultramoderno Museu Guggenheim de Bilbao para assistir a uma apresentação sobre uma grande descoberta que promete "mudar para sempre o papel da ciência".
O anfitrião da noite é o futurólogo bilionário Edmond Kirsch, de 40 anos, que se tornou conhecido mundialmente por suas previsões audaciosas e invenções de alta tecnologia. Um dos primeiros alunos de Langdon em Harvard, há 20 anos, agora ele está prestes a revelar uma incrível revolução no conhecimento... algo que vai responder a duas perguntas fundamentais da existência humana.
Os convidados ficam hipnotizados pela apresentação, mas Langdon logo percebe que ela será muito mais controversa do que poderia imaginar. De repente, a noite meticulosamente orquestrada se transforma em um caos, e a preciosa descoberta de Kirsch corre o risco de ser perdida para sempre.
Diante de uma ameaça iminente, Langdon tenta uma fuga desesperada de Bilbao ao lado de Ambra Vidal, a elegante diretora do museu que trabalhou na montagem do evento. Juntos seguem para Barcelona à procura de uma senha que ajudará a desvendar o segredo de Edmond Kirsch.
Em meio a fatos históricos ocultos e extremismo religioso, Robert e Ambra precisam escapar de um inimigo atormentado cujo poder de saber tudo parece emanar do Palácio Real da Espanha. Alguém que não hesitará diante de nada para silenciar o futurólogo.
Numa jornada marcada por obras de arte moderna e símbolos enigmáticos, os dois encontram pistas que vão deixá-los cara a cara com a chocante revelação de Kirsch... e com a verdade espantosa que ignoramos durante tanto tempo.







Stephen King - Coração Assombrado
Lisa Rogak
Darkside


Nesta obra indicada ao Prêmio Edgar Allan Poe de Melhor Biografia, a jornalista Lisa Rogak nos conduz, com rigor e pesquisa, pelo universo peculiar de Stephen King. Reconstitui sua infância difícil — marcada pela ausência do pai, que estranhamente se conecta com o Brasil —, revela suas angústias e seus medos mais profundos como autor, resgata os primeiros contatos do jovem King com a escrita e sua luta contra a dependência química.
Uma saga impressionante da pobreza à fortuna, da solidão à consagração. STEPHEN KING — A BIOGRAFIA: CORAÇÃO ASSOMBRADO é uma aula sobre como encarar os monstros da vida real e dominá-los na ficção







Trilogia dos Espinhos
Mark Lawrence
Darkside


Ele estava preso nos espinhos venenosos. Tinha a reputação de ser violento e imprevisível. Era preciso muita coragem para lançar um livro desses. E foi assim que a DarkSide® Books apostou no escuro e lançou sua primeira fantasia dark: Prince of Thorns, livro de estreia da aclamada Trilogia dos Espinhos, de Mark Lawrence. Um sucesso que surpreendeu muita gente, e que se repetiria com os outros livros da série, King of Thorns e Emperor of Thorns.
Agora, a saga completa está reunida em Trilogia dos Espinhos — Dark Age Edition. Os três romances saem em um único volume em capa dura, capaz de resistir a um apocalipse nuclear. São quase mil páginas cobertas de sangue nessa edição de luxo que mais parece um autêntico grimório da Idade das Trevas.
Trilogia dos Espinhos — Dark Age Edition é uma homenagem aos leitores que estiveram esse tempo todo ao nosso lado, e foram os primeiros a descobrir o talento de autores inéditos por aqui, como Mark Lawrence, Peter V. Brett (Ciclo das Trevas) e Mary E. Pearson (Crônicas de Amor e Ódio).
A Trilogia narra as batalhas por vingança e poder de Jorg Ancrath. Cruel demais para ser chamado de herói, Jorg entra facilmente na lista dos grandes canalhas que aprendemos a amar na literatura fantástica, como Alex DeLarge (Laranja Mecânica) ou Tyrion Lannister (Game of Thrones).
Perfeito para quem já é íntimo de Jorg Ancrath, essa é a chance de ler tudo de uma vez só. Do jovem príncipe ao poderoso imperador. E para aqueles que ainda não conheciam a saga, a Trilogia dos Espinhos — Dark Age Edition é uma ótima porta de entrada para o universo em plena expansão de Mark Lawrence. A Guerra da Rainha Vermelha, sua segunda série, que se situa no mesmo universo da primeira, também teve sua continuação lançada em 2017.







A Hora do Pesadelo Never Sleep Again
Thommy Hutson
Darkside


“Eu tinha pesadelos quando era criança. Uma noite, pedi para minha mãe entrar comigo nos meus sonhos para manter o bicho-papão afastado. Ela respondeu [...] que o sono era o único lugar no qual todos nós precisávamos ir sozinhos”. Assim, Wes Craven começa a descrever a gênese do filme que há mais de trinta anos faz muita gente grande dormir de luz acesa: A Hora do Pesadelo. 
Para quem sempre sonhou em visitar as origens do imortal Freddy Krueger, é hora de acordar gritando. É com mórbido prazer que a DarkSide® Books apresenta A Hora do Pesadelo: Never Sleep Again, o mais novo título da Coleção Dissecando. 
A Hora do Pesadelo: Never Sleep Again tem tudo para se transformar no livro de cabeceira dos fãs mais exigentes. O livro conta a história de como o diretor resgatou uma antiga obsessão de sua infância para criar um dos personagens mais icônicos do cinema moderno. 
Em uma produção de baixo orçamento de 1984, Freddy Krueger logo sairia das telas para aterrorizar o inconsciente coletivo das futuras gerações. Mas quem assiste hoje ao primeiro longa-metragem da franquia (que já contabiliza nove títulos, incluindo uma parceria com Jason Voorhees de Sexta-Feira 13) não imagina as dificuldades que o diretor precisou enfrentar para transformar seu pesadelo em realidade. 
A Hora do Pesadelo: Never Sleep Again é o registro mais completo sobre este slasher movie revolucionário. Para escrevê-lo, o autor Thommy Hutson, que já havia produzido um documentário sobre o filme, voltou a entrevistar membros do elenco e da equipe, incluindo o próprio Wes Craven, que assinou a apresentação do livro, antes de nos deixar, em 2015. 
Uma curiosidade: a primeira edição americana de A Hora do Pesadelo: Never Sleep Again foi bancada através de financiamento coletivo, e a campanha na plataforma Kickstarter contou com a participação da atriz Heather Langenkamp, que encarnou Nancy Thompson, a jovem atormentada por Freddy nos três primeiros filmes da série. Novo lançamento da Coleção Dissecando — junto com O Massacre da Serra Elétrica, Evil Dead e Sexta-Feira 13 — A Hora do Pesadelo: Never Sleep Again chega aos leitores em Limited Edition, com capa dura para fazer bonito na estante de qualquer fã de terror que se preze, e vem recheado de fotos exclusivas e segredos dos bastidores que vão surpreender até os fãs que juravam que sabiam tudo. 







Creepshow
Stephen King
Darkside


É o sonho de todos os fãs: Stephen King na DarkSide® Books! Depois do relançamento especial de Coração Assombrado, A Biografia do mestre, precisávamos de um texto com sua assinatura inconfundível. E desenterramos uma de suas publicações mais originais. É com prazer mórbido que a DarkSide® Graphic Novel anuncia o lançamento de Creepshow, a primeira HQ escrita pelo autor. 
Tudo começou em 1982. King juntou forças com outro gênio das sombras, o diretor George A. Romero (A Noite dos Mortos-Vivos), para realizarem um filme inspirado em quadrinhos clássicos dos anos 1950, como Contos da Cripta, da EC Comics. 
O longa-metragem marcou a estreia de King como roteirista — e, curiosamente, sua segunda aparição como ator. Creepshow (que no Brasil ganhou o subtítulo Show de Horrores) se tornaria um cult movie instantâneo. E, no mesmo ano, Stephen King quis deixar ainda mais explícita sua homenagem à fonte original. Assim, ele adaptou seu roteiro de cinema para os quadrinhos, contando com a arte do magistral Bernie Wrightson, um dos criadores e primeiro ilustrador de O Monstro do Pântano, e capa de Jack Kamen, autor da EC Comics. 
A história em quadrinhos era a maneira perfeita para os fãs reviverem todos os pesadelos do filme em casa. Trinta e cinco anos depois, você pode fazer o mesmo — até porque o mais provável é que sua fita VHS já esteja desmagnetizada. 
Creepshow reúne cinco histórias de arrepiar, duas delas adaptadas de contos que King já havia publicado: “Weeds” e “The Crate”. Usando um decrépito narrador morto-vivo, o autor de It, a Coisa e Torre Negra soube recriar o clima dos gibis malditos que o assustavam quando ainda era um adolescente rebelde no estado do Maine. 







Sonhos de Avalon - A Última Profecia
Bianca Briones
Bertrand Brasil


O mito do Rei Arthur recontado de maneira totalmente original e com protagonistas jovens femininas Quem nunca sonhou em viver na Idade Média com Arthur e os cavaleiros da Távola Redonda? E se todas as versões já retratadas fossem uma tentativa de Merlin, poderoso feiticeiro do rei, de mudar o destino? O primeiro volume de Sonhos de Avalon traz a história de Melissa, uma jovem do século XXI, predestinada a voltar à Idade Média para se casar com Arthur e salvar a Britânia e a magia. Porém, quando sentimentos são envolvidos os resultados podem ser imprevisíveis. Dividida entre a responsabilidade que lhe foi dada e a voz de seu coração, Melissa terá que tomar uma decisão que mudará sua vida e a de todos que a cercam.







Tartarugas Até Lá Embaixo
John Green
Intrínseca


A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).
Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.









Então pessoal,deu pra reparar que tem muito Darkside nessa lista né hahahahahhaha
Mas também,só lançamentos incríveis.O livro da Hora do Pesadelo era um dos que eu mais estava esperando,junto com o relançamento da biografia do mestre King.
Além dos lançamentos de terror fiquei super feliz por termos lançamento de um dos meus autores preferidos:Dan Brown.Super curioso pra ver como Robert Langdon vai se sair nesse livro!
Só digo uma coisa:tá complicado de resistir e não comprar todos eles agora mesmo hahahahahaha
Mas me contem,qual a wishlist de vocês?Algum desses também está na lista?
Pessoal espero muito que tenham gostado e se preparem para as resenhas dos próximos dias!
É isso gente,vou indo nessa,nos vemos na próxima postagem!
Grande abraço!





Crédito das Imagens
Saraiva
Safe House Center