sábado, 3 de dezembro de 2016

Resenha:Harry Potter e A Criança Amaldiçoada



Livro:Harry Potter e a Criança Amaldiçoada
Autora:J.K. Rowling,John Tiffany e Jack Thorne
Editora:Rocco
Páginas:352
Tradução:Anna Vicentini




Sinopse:

Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia,marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados.



"Nunca Pensei Que Iríamos Tão Longe..."





Fala pessoal!!Tudo certinho com vocês?Então,lembram-se que na última postagem falei que teríamos uma resenha muito especial?Aliás tudo o que envolve o universo de Harry Potter é muito especial,então vamos falar um pouquinho hoje sobre Harry Potter e a Criança Amaldiçoada.
Em tempo:como esse é o "oitavo livro" da série,pode ser que tenha algum tipo de spoiler nessa resenha,vai ser inevitável.
Primeiramente,essa história se passa dezenove anos depois dos acontecimentos de Harry Potter e as Relíquias da Morte.
Como vimos,Harry se casou com Gina e dessa união surgiu Alvo,um garoto tímido,mas de personalidade forte e com um imã para problemas (qualquer semelhança é mera coincidência kkkkkkkk)
Ele vive com o peso de ser filho do grande Harry Potter e passa o primeiro ano em Hogwarts com isso.Por conta disso é um garoto que não possui amigos,apenas Escórpio Malfoy,filho de ninguém menos que Draco Malfoy.E aí já temos o primeiro problema:a escolha das casas.Todos esperam que sendo filho de Harry o natural seria Alvo na Grifinória e Escórpio na Sonserina,mas será mesmo?
O que posso falar é que Alvo não ficou nem um pouco satisfeito com a distribuição das casas e muito por conta disso se envolve em muitas discussão com seu pai
Em um desses momentos de revolta com seu pai,Alvo acaba entreouvindo uma conversa de Harry com Amos Diggory sobre um Vira-Tempo que foi apreendido e está em poder do ministério.A ideia de Amos é usá-lo para trazer seu filho Cedrico de volta,porém Harry nega veementemente a existência do Vira-Tempo,afinal eles foram todos destruídos.
Sabendo que a informação é verídica,Alvo resolve ir atrás do Vira-Tempo junto com Escórpio para corrigir um dos erros cometidos pelo seu pai,
Entre tantos acontecimentos e preocupações a cicatriz de Harry volta a doer e os pesadelos volta com frequência.Seria um sinal de que o Lorde das Trevas estaria de volta?
Onde será que vai dar isso?



Nunca é muito fácil falar de Harry Potter,uma história que fez parte da minha adolescência e pela qual sou apaixonado até hoje.Como bom fã fiquei super empolgado e na expectativa quando vi que seria lançado o roteiro da peça que poderia ser chamado de "oitavo livro" da série.
Fiquei com o pé atrás quando vi que não era escrito somente pela J.K. Rowling,então resolvi ler sem nenhum tipo de expectativa.
O que posso dizer:Foi maravilhoso retornar a esse mundo de Hogwarts,rever os personagens,revisitar certos lugares.Foi uma nostalgia muito gostosa.
Porém algumas coisas me incomodaram.Entendo que seja um roteiro de uma peça,mas as passagens de tempo são muito espaçadas e desconexas.O leitor tem que situar nas cenas pra não se perder.
Outra coisa:a ausência de alguns personagens.Não consigo imaginar uma história de Harry Potter sem o Hagrid,mostrando como ficou sua vida depois do que aconteceu no sétimo livro.
Por fim o que acabei considerando mais grave:existe uma revelação chave que não entrou na minha cabeça até agora.Com base nos outros livros da série,não consegui encaixar essa revelação em nenhum momento da trama.É como se a autora tivesse colocado essa revelação só pra ter algum acontecimento mais bombástico na história.Faltou mais explicação pra ter mais coerência,acreditem.
Com relação a narrativa,não esperem nada igual aos outros livros.Ele é realmente um roteiro de peça de teatro,então temos uma narrativa dividida em atos e cenas,o que acaba tornando a leitura muito ágil e dinâmica.
A mensagem final do livro é bem bonita,acima de tudo tratando de uma relação de pai com filho.
Adorei  o rumo que alguns personagens tomaram,principalmente a Hermione (melhor personagem e meu crush eterno) e a professora Minerva.
Harry continua chato e metido a herói  (sim,kkkkkkkk) e seu filho Alvo vai pelo mesmo caminho.Ainda bem que tem a Gina pra contrabalançar isso hahahahaahhaa
Eu encaro esse livro mais como forma de homenagem da J,K para nós leitores,pelo menos foi assim que senti.O sentimento de nostalgia que ele provocou em mim foi muito forte,não só com relação a leitura,como também a forma como adquiri toda a minha coleção,a expectativa que eu ficava quando sabia que teria lançamento de HP....me senti com 11 anos novamente,quando na minha primeira Bienal do Livro comprei Harry Potter e a Pedra Filosofal.
Ele funciona muito bem como spin-off,mas como oitavo livro nem pensar.
Mesmo assim recomendo muito a leitura.Tenho certeza que irão amar visitar Hogwarts e embarcar nas confusões de Alvo e Escórpio!!



"Não me importa o que você fez ou quem salvou,você é uma maldição constante para minha família,Harry Potter."


"Dumbledore:
Não podemos proteger os jovens de mal algum.A dor deve vir e virá.

Harry:
Então,devo ficar parado,olhando?

Dumbledore:
Não.Deve ensinar a ele como enfrentar a vida."


"Às vezes os custos existem para ser suportados."


"Harry,nunca existe uma resposta perfeita neste mundo confuso e perturbado.A perfeição está fora do alcance da humanidade,fora do alcance da magia.Em cada momento luminoso de felicidade há esta gota de veneno:o conhecimento de que a dor voltará.Seja sincero com aqueles que ama,mostre sua dor.Sofrer é tão humano quanto respirar."




Galerinha espero que tenham gostado da resenha.Essa minha edição é a brasileira de capa dura,esqueci de comentar kkkkkkk
Ela tá muito bonita,não deixa a desejar para outras edições.
HP é e sempre será HP e terá um lugar eterno em nossos corações,então por mais que esse livro não tenha tido uma grande história,ainda sim vemos toques de J.K nele e admiro muito o esforço que ela fez para retornar a esse mundo mágico e acho que voltar a isso foi uma maneira de nos agradecer,então muito obrigado J.K Rowling!!!
É isso gente,por hoje é só,nos vemos na próxima!!
Abraços e bom domingo pra vocês!!

8 comentários:

  1. Oi, Claudio!
    Infelizmente eu tive uma péssima experiência com esse livro :( Que bom que foi diferente pra você.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da promoção de seis anos de Caverna Literária
    Participe do Natal Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza!!
      Muita gente não tem tido uma experiência tão boa com esse livro,é verdade.Fiquei inclusive com muito medo quando comprei,mas quando peguei pra ler,peguei sem nenhum tipo de expectativa por conta de alguns comentários que li.Por isso foquei mais na parte nostálgica da história.
      Agora chamar esse livro de oitavo livro de HP não dá!kkkkkkkkkkk
      Beijos!

      Excluir
  2. HP também fez parte da minha infância e estou com muita vontade de lê-lo. Tenho visto opiniões variadas e que bom que a sua foi positiva! :D

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Acredite,apesar de uma história controversa tente ler sem pensar que é um oitavo livro,pensa como se fosse um spin-off mesmo,aí a experiência será melhor :D
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi, Cláudio!
    Eu gostei bastante desse novo "livro" do Harry Potter justamente por causa dos sentimentos nostálgicos que ele provoca. Também não me conformei muito com a revelação tanto que eu resolvi procurar se há algum lugar da trama em que aquilo se encaixaria. Olhando em umas "wikipédias" feitas por fãs, acabei encontrando que, no assassinato de Dumbledore, a personagem-chave da revelação não estava presente e o motivo seria o que vimos em "A Criança Amaldiçoada"! Será que J.K. já tinha realmente essa ideia no fundo da mente? Beijinhos, Beatriz.

    www.odiariodeumaescritorainiciante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beatriz!
      Pois é,vale muito a pena por conta disso mesmo.
      Será???
      Ainda acho que foi muito pouco tempo kkkkkkkkkk
      Mas em se tratando de J.K né kkkkkkkkk
      Beijos!

      Excluir
  4. Você teve apenas um pequeno engano: J.K. não participou da escrita desse livro, foi apenas baseado na sua obra e aceito por ela como parte da história. Não tive interesse em lê-lo exatamente por este motivo, por não ter sido escrito por ela.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lenise!
      Então,isso gera uma polêmica mesmo.Li algumas entrevistas da J.K falando que ajudou no processo de escrita,apesar de não ter se envolvido completamente com ele.
      Vale a pena ler não pela história do livro em si,mas pelo sentimento que ela acaba despertando no leitor :D
      Beijos!

      Excluir