domingo, 25 de junho de 2017

Resenha:O Ceifador


Livro:O Ceifador
Autor:Neal Shusterman
Editora:Seguinte
Páginas:448
Tradução:Guilherme Miranda


Sinopse

A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria... Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a arte da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais, podem colocar a própria vida em risco.



Primeiro mandamento:matarás



Leitores queridos,tudo bom com vocês?Desculpem não ter aparecido ontem,mas a gripe resolveu me atacar esses dias,tá complicado.Ainda não to 100%,mas tô melhorando e não quero deixar vocês na mão.
E hoje é dia de falarmos sobre um livro que se tornou uma das minhas melhores leituras do ano:O Ceifador do autor Neal Shusterman.
Essa história foi a responsável por me fazer retornar ao mundo das distopias.
Andava meio descrente das distopias,porque vamos combinar:as histórias que estavam saindo eram mais do mesmo.

Temos aqui uma nova sociedade.Uma sociedade onde as pessoas não morrem.Não temos doenças.
Uma sociedade considerada perfeita.
Para controlar o crescimento desenfreado da população temos os ceifadores,responsáveis por fazer a coleta das pessoas que eles achem que chegou a hora.
E nesse mundo encontramos Citra e Rowan,dois jovens que depois de um encontro com o ceifador Faraday são convocados por ele a serem aprendizes.Só tem um problema:apenas um deles sairá com esse posto,o outro poderá voltar para a sua vida normal. (será?)
Paralelamente a isso,temos um grupo de ceifadores que vão contra as tradições dos ceifadores e pretendem instaurar uma nova ordem.
Será que teremos uma guerra a caminho?



Pessoas que livro!Quando a editora anunciou o lançamento dele eu já me interessei muito por toda a atmosfera da história.Já tinha certeza que eu iria gostar,só não fazia ideia do quanto.E nem preciso dizer que fiquei super feliz quando ele chegou de cortesia aqui em casa.
Como falei lá em cima,andei meio saturado de distopias,porque as histórias pra mim pareciam sempre as mesmas,então resolvi dar um tempo e olha que isso me fez muito bem.
Falando primeiro dos personagens,Citra e Rowan não são personagens que querem agradar aos leitores e nem aos demais personagens da história.
Cada um tem seus conceitos,sua personalidade e não abrem mão deles.Achei bem bacana porque fogem do estereótipo de heróis convencionais.,o que acaba tornando suas atitudes e a história cada vez mais imprevisíveis.
Só uma coisa me irritou neles:eles tomam atitudes completamente inconsequentes para proteger um ao outro.Várias vezes eu parava a leitura e gritava com eles pra pararem de ser burros kkkkkkkkk
O cenário da história é bem real,com uma cena política bem explicada e bem amarrada.
O que achei bem bacana é que a história já começa com as coisas acontecendo de fato e isso sem abrir mão das explicações sobre o cenário político,sobre esse novo mundo....mas sem ser aquela explicação arrastada e jogada como vemos em muitas distopias.
E essas explicações não são confusas,mirabolantes,nem nada disso.São explicações de fácil compreensão,tornando o entendimento bem tranquilo.Então pra quem não costuma ler distopias,pode ficar tranquilo que esse é um bom livro pra começar sem problemas.
Os ceifadores são bem misteriosos e essa aura de mistério me envolveu completamente.Inclusive meus personagens favoritos são os ceifadores Faraday e a ceifadora Curie,muito sábios e que lutam para que a a ideologia dos ceifadores não seja corrompida.Eles me lembram muito o mestre Yoda,sempre com aquele conselho misterioso na hora certa.
Cada ceifador é obrigado a manter um diário sobre o que acontece no dia a dia com ele e temos os capítulos intercalados por passagens dos diários de alguns ceifadores da história.
A narrativa é pelo ponto de vista da Citra e do Rowan,porém temos que prestar mais atenção,porque no mesmo capítulo temos os dois narrando em determinados momentos,então a gente precisa ficar de olho pra não se perder,mas sinceramente não senti a menor dificuldade,é só questão de se habituar mesmo,mas a história flui tão bem que nos primeiros capítulos você já consegue se habituar com a narrativa.
Por sinal,outro ponto positivo.Normalmente distopias são livros mais tensos,que acabamos demorando um pouco mais a ler,mas em O Ceifador não temos isso.A história flui bem rapidamente,as cenas transcorrem de forma bem fácil e envolvente,tornando a leitura muito rápida.
E temos muitas revelações da metade do livro para o final que vão dar aquele plot twist para os próximos livros.E o final é fantástico!Citra e Rowan são personagens incrivelmente inteligentes,que fazem do final um show à  parte.Não vou falar muito pra não dar spoiler,mas fiquei completamente sem palavras e surpreso com uma atitude de um dos personagens no final.Foi determinante,embora eu não esperasse.
Bom gente,pra finalizar,essa é uma distopia bem diferente das que foram publicadas,com um tom de suspense e inteligência,equilibrados com ação na medida certa,sem que o autor perdesse o controle da história.Super recomendo pra quem procura um bom livro do gênero!




"Devemos,por lei,manter um registro de todos os inocentes que matamos.E,a meu ver,todos são inocentes.Mesmo os culpados.Todo mundo é culpado de alguma coisa e todo mundo ainda guarda uma memória da inocência da infância,não importa quantas camadas de vida a cubram.A humanidade é inocente;a humanidade é culpada;ambas as afirmações são inegavelmente verdadeiras."



" - Você vê por trás das aparências do mundo,Citra Terranova.Daria uma excelente ceifadora.
Citra se enconlheu.
- Nunca quis ser uma.
- Esse - ele disse - é o primeiro requisito.



"Mas lembre-se de que as boas intenções pavimentam muitas estradas.E nem todas levam ao inferno."



"Se não podiam confiar um no outro,o que lhes restava além de uma permissão para matar?"



"A imortalidade nos transformou em personagens de desenho animado."





E aí gente,gostaram da resenha?Se preparem porque com certeza esse livro estará na lista das melhores leituras do ano,sem dúvidas.Só pra vocês terem uma ideia,li ele em dois dias  e olha que para um livro de quase 500 páginas isso é alguma coisa.
A simplicidade das explicações me chamou muito a atenção e certamente quero ler as continuações e recomendo fortemente.
É isso pessoal,não esqueçam de comentar se já leram,se gostaram,se pretendem ler....
Vou indo nessa,nos vemos na próxima postagem!
Grande abraço!

8 comentários:

  1. Oi oi Cláudio,
    Adorei a resenha. Já conhecia o livro porque uma amiga estava lendo e foi me contando sobre a premissa do livro. Não foi um livro me que agradou muito por isso só fico de longe admirando a capa e as resenhas que os leitores fazem.
    Amei os quotes e que bom que você foi sincero com a história.

    Oi oi Lu,
    Adorei os lançamentos desse mês. Nossa Música, Volúpia de Veludo e Geada e Noite, são livros que vou ler nesse mês de Julho ♥

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice!
      Obrigado querida :D
      Sério?Foi um livro que me chamou a atenção desde o lançamento,tinha certeza que eu iria gostar.
      Tentei passar exatamente o que senti com a leitura,com toda a sinceridade mesmo :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Oie
    Estou cada vez mais curiosa pelo livro, vejo só resenhas positivas, eu estava meio assim achando que era terror, mas a premissa é muito boa.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa!
      Menina esse livro é sensacional,fazia tempo que não lia um livro assim,cheio de ação e mistério super bem equilibrados.
      Beijos!

      Excluir
  3. Oi, Cláudio!
    Eu amei esse livro! Foi uma super grata surpresa. Estou ansiosa pela continuação.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos do blog A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza!
      Acho que todos que leram esse livro tiveram a mesma opinião.A história é maravilhosa mesmo,uma ótima surpresa.Vamos esperar que a continuação não demore muito kkkkkkk
      Beijos!

      Excluir
  4. Olá Cláudio
    Esse clima e temperatura estão muito temperamentais e dá-lhe gripes e resfriados :/
    Desejo suas melhoras que vc fique ótimo loguinho!

    Uaaaaau que resenha maraaaaaa.
    Confesso que apesar de ter me interessado pelo livro fiquei com aquele pezinho atrás pensando que pudesse ser mais do mesmo. Gosto de distopias mas elas são parecidas no desenvolvimento da narrativa.
    Esse fisga pelo conteúdo diferenciado, bons personagens, leitura dinâmica e suspense!
    Eu querooooo, simplesmente preciso ler 😁😁
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!
      Oh nem fala,ainda mais aqui no Rio que num dia faz frio e no dia seguinte aquele calor escaldante...mas tô melhorando aos poucos,obrigado :)
      Esse é o meu grande problema com distopias,ser mais do mesmo.Fico muito com pé atrás quando pego uma pra ler,mas no caso de O Ceifador acho que foi um acerto e tanto!
      A história segue uma linha ótima,com personagens fugindo do convencional e um mundo distópico convincente e diferente!
      Tomara que você goste da leitura :D
      Beijos!

      Excluir