domingo, 4 de junho de 2017

Resenha:O Garoto Quase Atropelado


Livro:O Garoto Quase Atropelado
Autor:Vinícius Grossos
Páginas:272
Editora:Faro Editorial


Sinopse

Um garoto sofreu com um acontecimento terrível.
Para não enlouquecer, ele começa a escrever um diário que o inspira a recomeçar, a fazer algo novo a cada dia.
O que não imaginou foi que agindo assim ele se abriria para conhecer pessoas muito diferentes: a cabelo de raposa, o James Dean não-tão-bonito e a menina de cabelo roxo, e que sua vida mudaria para sempre!
Prepare-se para se sentir quase atropelado de uma forma intensa, seja pelas fortes emoções do primeiro amor, pelas alegrias de uma nova amizade ou pelas descobertas que só acontecem nos momentos-limite de nossas vidas.
Estar vivo e viver são coisas absolutamente diferentes!



E aí meu povo!!Tudo bom com vocês?Vamos de resenha pra poder encerrar esse domingo de preguiça?
Resolvi escolher um livro que terminei recentemente e que fiquei completamente envolvido e apaixonado por vários motivos.
Estou falando de O Garoto Quase Atropelado do autor Vinícius Grossos.
Já tive uma experiência lendo um livro do Vini o 1+1 A Matemática do Amor onde ele escreve junto com o Augusto Alvarenga e já havia gostado muito,mas queria ler algo escrito só por ele.Só não imaginava que fosse gostar tanto!

 Pra começar nosso protagonista não tem nome.Ele sofreu algo muito marcante em sua vida e por conta disso ele é um garoto tímido,retraído,fechado dentro de si,deixando de aproveitar as experiência da vida.
Orientado pela sua psicóloga,ele começa a escrever um diário,contando seus sentimentos,seu dia,seus medos,seus amigos.
Andando pela rua,literalmente ele é quase atropelado por uma garota de cabelos de raposa,A partir daí ele nos é apresentado como O Garoto Quase Atropelado (OGQA).
Só que ele não consegue tirar aquela menina da cabeça e lógico,faz de tudo para reencontrá-la.
Junto com a Garota de Cabelo de Raposa,surgem seus amigos,o James Dean não tão bonito e a Menina de Cabelo Roxo.
Juntos eles vão descobrir que a vida é para ser vivida ao máximo,sozinho e com os amigos.
O Garoto Quase Atropelado tem problemas,precisa superá-los para seguir em frente.
A Menina de Cabelo de Raposa é uma pessoa quebrada e precisa se reconstruir.
Teria como um relacionamento desses dar certo?



O que falar desse livro?Diria que as sensações que senti durante a leitura foram bem parecidas de quando li As Vantagens de Ser Invisível.
Aliás as histórias têm suas semelhanças.
Quem lê a sinopse vai achar que é mais uma história sobre adolescentes problemáticos,mas não é bem assim.
É um livro que aborda temas complexos e que merecem ser discutidos como a homofobia,o estupro,a bulimia,o bullying.
São temas que se não forem debatidos podem levar a consequências cruéis.
O Vini conseguiu em menos de 300 páginas trazer o leitor para essa realidade,fazer com que a gente esteja ali com os personagens,sentindo todo o peso dos problemas.
O Garoto Quase Atropelado é um garoto que tenta lidar com um acontecimento do seu passado que acabou o deixando sem chão.Ele não se imagina tendo amigos,mas tudo isso muda quando ele conhece a Menina de Cabelos de Raposa e seus amigos.
Juntos,eles descobrem as maravilhas da vida e a simplicidade das pequenas coisas e dos pequenos momentos.
Aos poucos a confiança do nosso protagonista aumenta.Ele consegue vislumbrar um recomeço de fato,uma vida sendo de fato vivida.
OGQA é um personagem tão doce,tão complicado e simples ao mesmo tempo.Um menino que sofreu tanto...um personagem que dá vontade de pegar no colo e dizer que vai tudo ficar bem.
A Menina de Cabelo de Raposa (ela tem nome no livro,mas não vou dizer pra não perder a graça kkkkkkkk) tem uma confiança e atitude que chamam a atenção do leitor,mas aos poucos vamos vendo que é só uma camuflagem para não mostrar suas cicatrizes.
A Menina de Cabelos Roxos apesar de ser uma garota simples,tranquila,meiga,carrega dentro de si algo que não revela a ninguém,mas que faz parte dela e vamos descobrindo ao longo do livro.
O James Dean não tão bonito precisa lidar com o preconceito diariamente.
Ou seja,o Vini criou personagens que estão tão perdidos,mas que acabam encontrando um no outro a força necessária para superar.
No início pode ser que vocês fiquem com raiva da Menina de Cabelos de Raposa,mas deem uma chance pra ela,vocês vão entender.
Gostei muito do fato do Vini não ter dado nome ao GQA.Porque ele simplesmente pode ser você,eu,alguém que a gente conhece,um amigo.....por isso que acabamos tendo uma empatia gigante com esse personagem.
Sobre a trama,foi muito bem desenvolvida.Apesar de lidar com temas fortes,o autor conseguiu de uma forma bem simples e com cenas bem reais,passar para o leitor todo o peso de pessoas que passam por bullyng,preconceito,bulimia.....
A narrativa é pelo ponto de vista do GQA,em forma de diário,então aos poucos vamos descobrindo todos os problemas dos personagens e o quanto isso marca a vida de cada um.Vamos descobrindo também como é a relação com a sua família.Ele não se dá bem com o pai,a mãe é extremamente ocupada com o trabalho e o irmão apesar de aparentar ser completamente sem noção,se preocupa demais com ele.
Como falei,as cenas são reais,o que nos faz mergulhar de uma forma única na história.
Juro que esperava um final simples,mas foi aí que me surpreendi:não esperem um clichê no final,aliás se preparem para serem atropelados com o final que o Vini deu pra essa história.
Por sinal,surpresas não faltam nessa história.Em muitas partes fiquei impressionado em como o autor conseguiu trazer alguns elementos e fatos aqui pra história.
Não consegui achar pontos negativos exatamente aqui.Talvez pudesse ter um capítulo ou outro narrado por outro personagem,mas nada que tenha prejudicado o livro.
Ele se tornou um dos meus favoritos,tamanha identificação que tive,por me lembrar de um livro tão marcante como As Vantagens de Ser Invisível (marcante mesmo porque tenho até uma tatuagem sobre esse livro hahahahahaha).Aliás fui relacionado os dois livros e pra quem gostou de As Vantagens de Ser Invisível vai amar O Garoto Quase Atropelado.
OGQA nos traz lições valiosas sobre a vida,o quanto devemos viver ao invés de deixar a vida passar pela gente,amizade verdadeira,família e amor.
Sejam atropelados também!




"Mas,morrer deveria ser um assunto mais natural,não é?Por que tanto drama com algo cujo impacto todos sofreremos um dia?É natural.É incontrolável.Morrer é apenas um efeito colateral de se estar vivo."



"A meu ver,uma das coisas mais difíceis é justamente conseguir achar alguém a quem você possa confiar seus medos,seus sonhos e suas fraquezas.Quando você encontra uma pessoa assim,e sente que ela também compartilha desse mesmo sentimento de cumplicidade,é algo maravilhoso e aí está toda a verdade do amor."



"Amigos podem ajudar em muitas coisas,garoto quase atropelado,mas quando encontramos uma batalha real e íntima com a vida,só nós mesmos podemos enfrentar essa luta e nos salvarmos...Não que os amigos não possam falar e tentar mostrar um caminho melhor,por assim dizer...Mas a gente só sai vencedor dessas lutas se nós próprios quisermos."



"Creio que no fundo ela sabia que poderia dizer que eu lhe pertencia.O contrário era que não podia ser dito."



"É assim que acontece quando pessoas como eu e ela,por alguma cilada do destino,acabam se envolvendo.Ela me queima e eu deixo."


"A tristeza é uma benção,Laís.Pois quando a temos significa que temos um coração."



"Sinto que de alguma forma as coisas entre mim e Laís irão mudar para sempre.Não sei o quê,mas minha expectativa agora é imensa."



"Acho que todo o mundo um dia quis ser frio o suficiente,babaca o suficiente,vazio o suficiente,para simplesmente não se importar.Mas está aí uma grande questão:o fato de desejarmos não nos importar já mostra de certa forma que nos importamos."



"Como saberíamos o que é felicidade se não soubéssemos como é a tristeza?É quase como se precisássemos sentir a dor para que os momentos bons realmente valham a pena."



" - Os adultos,infelizmente,seja pelas dificuldades ou pelos problemas do dia a dia,se esquecem dos pequenos prazeres da vida.os pequenos big bangs de felicidade que podemos desfrutar nos momentos mais simples...Então,faça um favor para esta velha psicóloga e para si mesmo - Ela me olhou no fundo dos olhos . - Nunca se esqueça nem deixe de se permitir sentir-se quase atropelado.Isso não impedirá que os momentos ruins aconteçam,mas fará os momentos felizes valerem ainda mais a pena."



"O que importa é sentir....
Definitivamente,é isso o que faz a vida valer a pena."





É minha gente,gostaram da resenha de hoje?Adoro quando pego um livro e amo de fato,me envolvo mesmo e acaba se tornando um dos meus favoritos.
É uma sensação única!
Sabia que iria gostar de OGQA,mas não imaginava gostar tanto.
Acreditem,não é uma simples história adolescente,é um relato de vida,que serve para todo mundo independente de sexo,crenças,idade......
Se permitam ser atropelados e desfrutem desse sensação!
É isso pessoa,já leram?Não esqueçam de comentar o que acharam!
Vou indo nessa.Ótima semana pra vocês!!
Abraços!!

10 comentários:

  1. Oi, Cláudio!
    Muita gente realmente compara esse livro com As Vantagens de Ser Invisível.
    Gosto muito do gênero e adorei saber que o livro traz mensagens maravilhosas. Agora não ando muito no clima para livros assim, mas anotei a dica.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson
    Sorteio Três Anos do blog A Colecionadora de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza!
      É parecido mesmo,tem a mesma pegada,mais com abordagens diferentes,cada um a sua maneira.
      Lê sim,é uma leitura muito bacana de ser feita e uma ótima dica de livros desse gênero!
      Beijos!

      Excluir
  2. Oie
    Tenho muita vontade de ler este livro, tem uma premissa muito interessante. Gostei de saber sua opinião sobre, quero ler.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa!
      Pode ler sem medo,adorei a história,a narrativa,a abordagem,os temas abordados...tudo me cativou!
      Depois quando ler me diz se gostou :)
      Beijos!

      Excluir
  3. Olá,

    Eu já conhecia o livro, porém não o li ainda. Acho essa capa mega fofa! Recentemente, li um livro com uma premissa parecida com esse, e por isso estou bem mais curiosa para conhecer a história. Essa é a primeira resenha que leio do livro, e gostei muito de saber os pontos positivos dele. Adorei sua resenha e ficou nítido o quanto o livro te prendeu.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thayenne!
      Essa capa é muito linda mesmo,mais linda pessoalmente,por dentro também....o trabalho de diagramação da editora foi incrível!
      Que bom que consegui passar todo o sentimento pra essa resenha,quis muito demonstrar o quanto essa leitura merece ser feita e o quanto ela me cativou!
      Beijos!

      Excluir
  4. Olá,
    Eu sou louco pra ler esse livro, gosto bastante dessa temática, da premissa do livro. Espero ler logo. Parabéns pelo post.

    Abraço.
    meninolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Esse livro é maravilhoso!
      Pode ler,a temática vai te prender de uma forma única!
      Espero que goste :D
      Obrigado!!
      Abraços!

      Excluir
  5. Olá Cláudio
    Quero muito ler esse livro!
    E mais ainda depois da sua resenha.
    Gosto de narrativas em forma de diário.
    Num primeiro momento achei que tinha a pegada de As vantagens de ser invisível
    Mas vai além, superação, empatia com os personagens, temas atuais e atemporais, a vida vivida intensamente é um aprendizado.
    Para todas as idades!
    Aahhhhhh ameeeei os nomes!
    Queria colorir as pontinhas dos cabelos rainbow!!!
    Já está na lista dos desejados no topo.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!
      Recomendo fortemente!Certeza que estará na lista de melhores leituras do ano!
      Até lembra bem,mas como você disse,vai muito além disso.
      Achei genial a ideia dos nomes hahahahahahaa
      Me diz depois se gostou! :)
      Beijos!

      Excluir