terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Resenha:O Lar da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares


Livro:O Lar da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares
Autor:Ransom Riggs
Páginas:352
Editora:Intrínseca
Tradução:Ângelo Lessa


Sinopse

Jacob Portman cresceu ouvindo as histórias fantásticas que o avô, Abe, contava. Na época da Segunda Guerra Mundial, o avô havia morado numa ilha remota, num casarão que funcionava como abrigo para crianças. Lá, Abe convivera com uma menina que levitava, uma garota que produzia fogo com as mãos, um menino invisível… Entretanto, todas essas histórias foram perdendo o encanto à medida que Jacob crescia. Até que, aos dezesseis anos, tudo volta à tona para se provar real.
Abalado com a morte misteriosa do avô, Jacob decide ir à tal ilha para tentar entender as últimas palavras de Abe: “Encontre a ave. Na fenda. Do outro lado do túmulo do velho.” Ele encontra o casarão em ruínas, mas, ao passar por um túnel subterrâneo, o menino se vê em outra época, décadas atrás: em 3 setembro de 1940. Nesse lugar protegido no tempo, ele conhece crianças com habilidades peculiares e encontra as respostas para todas as suas perguntas. Mas o fascínio inicial logo se transforma em uma luta para sobreviver e salvar a vida de seus novos amigos.
Viagens no tempo, mulheres que se transformam em aves, crianças com dons inusitados e monstros à espreita. Bem-vindo ao lar da srta. Peregrine para crianças peculiares, um fascinante mundo novo pronto para ser descoberto.



Oi gente!Como vocês estão?Espero que bem.Hoje vamos falar sobre um livro que demorei demais a comprar pra ser sincero:O Lar da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares,do autor Ransom Riggs e publicado no Brasil pela editora Intrínseca.
Na verdade eu li na edição da Leya,mas tem muito tempo isso.Como a Intrínseca adquiriu os direitos da série,esperei eles republicarem o primeiro livro pra poder comprar logo os três na mesma edição.


Jacob é um garoto com muita ligação com seu avô.Desde pequeno ele fica fascinado pelas histórias e fotos que seu avô lhe conta e mostra dizendo ser verdade,tendo participado de tudo aquilo.
Com o passar do tempo,Jacob é convencido pelos pais e pelo seu psicólogo que nada daquilo é real e sim histórias contadas para distrair,uma espécie de conto de fadas bizarro.
As coisas mudam quando ele recebe uma ligação do seu avô procurando pela sua chave e dizendo para ele ficar onde está,que Jacob está correndo perigo e para não procurar por ele.
Ao chegar até a casa do avô,ele se depara com um cenário complexo e estranho.Ele acha seu avô no chão,morto.
A partir daí Jacob resolve convencer os pais a ir para a ilha que seu avô tanto falava e dizia que tinha vivido,em busca de respostas e para se sentir melhor com ele mesmo.
Ele só não podia imaginar que todas as histórias contadas e fotos mostradas são completamente reais.
Jacob vê o seu mundo e o mundo que seu avô lhe contava se fundirem,e ele precisa decidir onde é o seu lugar no meio disso tudo.Ele só não esperava que forças pudessem ameaçar esse novo mundo,pondo em risco a existência dos seus novos amigos e da Srta Peregrine.
Estaria ele preparado para os perigos que essa viagem irá trazer?


Quando me falam de livros que têm viagem no tempo,logo já me interesso.Esse é um tema que me fascina demais nos livros.
Quando li a sinopse de O Lar da Srta Peregrine,fiquei bem surpreso com o que tinha ali.Era muito mais do que uma viagem no tempo,era um mundo fantástico,com uma proposta diferente do que normalmente vemos nas histórias.
A narrativa do autor no início é muito direta e objetiva,explicando os fatos de forma bem consciente Aos poucos achei que ele foi se perdendo no meio das explicações.Sei que não foi um mundo fácil de se criar e as explicações são complexas,mas ele poderia ter simplificado um pouco mais as coisas.Nem todas as explicações me convenceram.Algumas vezes tive que parar a leitura e voltar para o que tinha lido para que os fatos fizessem um pouco mais de sentido.Não sei se foi so comigo ou vocês também tiveram esses problemas.
Jacob foi um personagem conflitante pra mim.Essa mania de querer ser herói o tempo todo me irritou em vários momentos.Mas gostei do senso dele pela verdade e a relação dele com os peculiares e com a própria Srta Peregrine.
Os personagens secundários ficam bem em segundo plano aqui,mas acredito que seja uma preparação para os próximos livros.Na verdade achei que esse primeiro livro foi uma preparação de cenário para algo maior que está por vir.Ficamos com as explicações sobre os peculiares,sobre as fendas,sobre o passado do avô de Jacob e alguns mistérios que ainda não foram explicados aqui.
Gostei bastante de como o autor fez a relação das fotos com a história.Ele mesmo disse que adora colecionar fotos antigas e pra mim criar uma história encaixando essas fotos foi um acerto e de uma habilidade tremenda.
Temos um início de romance aqui,ainda que seja um romance complexo de ser explicado e que ainda gera muitas dúvidas na cabeça do Jacob.


" - Ele...o meu avô...ele era como...
- Como nós? - completou a Srta. Peregrine.
Fiz que sim.
Ela deu um sorriso estranho.
- Ele era como você,Jacob - respondeu."


A ação mesmo se desenrola mais para o final do livro.Do início até pouco mais da metade temos as explicações e o entrosamento do Jacob com os peculiares e com as fendas e suas histórias contadas pelos peculiares e pela Srta Peregrine.A partir dessas histórias,ele vai construindo uma imagem do avô dentro daquele mundo,entendendo o que ele viveu,como era sua vida ali e porque ele passava tanto tempo fora de casa quando era jovem.
As cenas de ação são bem intensas e um tanto quanto aterrorizantes.Ficamos com a expectativa lá em cima,roendo as unhas,sempre naquele clímax,esperando o desfecho.
O desfecho não foi ruim,mas por todo o clima criado pra chegar até ali,esperava um algo a mais,algo melhor conduzido.Foi resolvido muito facilmente em vista de tudo o que aconteceu.Como eu disse,não foi ruim,mas abaixo da expectativa.
A relação dos personagens entre si é de família mesmo,cada um procura defender o outro e até mesmo assumir os riscos pelo outro e o Jacob se encaixou muito bem dentro dessa nova família.Na falta da Srta Peregrine,ele pode ser o centro onde todos os peculiares vão se agrupar para poder se restabelecer e manter a todos unidos.


"Quantos daqueles antigos pontos luminosos eram os últimos ecos de sóis já mortos?E quantos mais já haviam nascido,mas sua luz ainda não havia nos alcançado?Se todos os sóis,menos o nosso,deixassem de existir naquela noite,quantas gerações teríamos que esperar até perceber que estávamos sozinhos no universo?Eu sempre soubera que o céu estava cheio de incógnitas,mas,até aquele momento,nunca havia imaginado como a própria Terra podia ser misteriosa."


No geral,achei uma história envolvente,com algumas partes cansativas devido a tantas explicações uma em cima da outra,mas como disse,acredito que esse primeiro livro seja exatamente pra isso,situar o leitor para o desenrolar da história após o final do primeiro livro.
O mundo dos peculiares é fascinante,assim como as suas peculiaridades que vão render algumas cenas engraçadas,outras cenas mais tristes,mas todas cenas empáticas.
Acredito que no final o autor conseguiu terminar essa parte bem,com algumas pontas abertas,alguns esclarecimentos pendentes,mas que já vão dando o ritmo para os próximos livros.
Gostei da história,com as ressalvas acima,os peculiares me fascinaram demais e as fotos na edição do livro serviram pra que eu tivesse uma imagem bem clara de cada um deles.Por falar em edição,essa tá caprichadíssima.Além de capa dura o trabalho interno é impecável!
Quem procura uma fantasia YA,com mistérios,ação e suspense,O Lar da Srta Peregrine irá envolvê-los em uma trama complexa que irá afetar a todos os personagens.
Agora é aguardar pra ler os próximos!


E aí gente,gostaram da resenha de hoje?Tô muito na expectativa dos acontecimentos dos próximos livros.Acredito que tem muita treta vindo pela frente hahahahahahah
A edição é muito linda gente,prefiro a edição da Intrínseca mesmo,tá muito linda e caprichada.
Bom galerinha,por hoje então é só,espero demais que tenham gostado.Não esqueçam de comentar o que acharam,quem já leu me diz o que achou.
Vou indo nessa pessoal,nos vemos na próxima postagem!
Grande abraço!

2 comentários:

  1. Olá Cláudio
    Essa edição está mesmo muito linda, perfeita a inserção das fotos.
    Dizem que o livro originou-se de um apanhado de fotos peculiares que tinha em mãos que um amigo lhe deu de crianças internadas num orfanato durante a segunda guerra.
    Gostei bastante do livro, pena que o filme não ficou a altura da narrativa :/ eles conseguiram mudar até o "dom" de algumas crianças :(
    Ameeeeeei 😍😍 sua resenha!
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!
      Muito linda mesmo,acho que uma das mais bonitas edições da Intrínseca.
      Sim,a partir daí ele começou a colecionar esse tipo de fotos.Achei muito interessante a forma como ele criou uma história a partir disso.
      O filme é até divertido,mas não chegou perto do livro mesmo.
      Obrigado!
      Beijos!

      Excluir