quarta-feira, 18 de maio de 2016

Resenha:Menina Má







Título:Menina Má
Autor:William March
Editora:Darkside
Páginas:272
Tradução:Simone Campos




Sinopse:

Rhoda,a pequena malvada do título,é uma linda garotinha de 8 anos de idade.Mas quem vê a carinha de anjo não suspeita do que ela é capaz.Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha de escola?
A indiferença da menina faz com que sua mãe,Christine,comece a investigar sobre crimes e psicopatas.Aos poucos,Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha,e sobre o seu próprio passado também.






Suspense,tensão,aflição....apenas alguns sentimentos que temos nesse livro.Psicopatas sempre são temas recorrentes em muitas histórias .Quando se trata de criança psicopata então.....acho que isso torna tudo muito mais assustador,principalmente imaginar que existem crianças com essas tendências.
Imaginem por exemplo isso sendo discutido em 1954,data de publicação do livro?
Com certeza o autor deve ter encontrado muita rejeição por parte da sociedade.Importante é que ele conseguiu superar isso tudo e temos um livro impactante e revelador!



Para começar esse é o tipo de livro em que não se pode contar muita coisa.Qualquer comentário pode ser spoiler,mas vou tentar comentar da melhor maneira as minhas impressões.
Temos aqui a história de Rhoda,uma menina de 8 anos,muito diferente das outras meninas de sua idade.Ela é uma criança que não demonstra emoções e odeia qualquer tipo de contato físico,a não ser que ela queira alguma coisa.Além disso,é uma criança extremamente competitiva.
Em sua escola,existe uma competição para eleger o aluno que mais conseguiu melhorar a caligrafia,Nossa menininha tem certeza absoluta que irá ganhar,afinal,é a garota prodígio da escola,sempre com nota máxima em comportamento e com uma caligrafia super refinada para sua idade.Porém para sua surpresa,quem acaba ganhando é um outro garoto de sua sala,para completa frustração de Rhoda.Lembrando que nesse época,ter uma boa caligrafia era sinônimo de ser uma dama de respeito na época,então Rhoda tinha obsessão por ganhar a medalha.
No passeio escolar,a menina acaba perseguindo e implicando cada vez mais com o garoto para que ele lhe entregasse a medalha que em sua visão era dela por direito.
Até aí uma implicância normal entre crianças...até que o garoto aparece morto,afogado.
Com o decorrer dos acontecimentos,sua mãe Christine,acaba ficando cismada com o comportamento de sua filha e acaba achando que ela pode estar por trás da morte do menino  por achar que ela está escondendo algo.
Indo atrás de respostas Christine pode se deparar com algo que irá abalar sua vida e mexer com um passado que ela não imaginava que poderia existir.


Preciso dizer que esse era um dos lançamentos da Darkside esse ano que eu mais queria ler.Depois fui saber que a história é de 1954,aí pensei:deve ser uma leitura difícil,com uma linguagem complicada também.Engano meu.
A narrativa é bem focada no lado psicológico dos personagens e das situações.O autor muda de narrativa no meio dos capítulos,até mesmo no meio de uma cena,sem aviso prévio.O leitor tem que ficar atento pra não se perder.Algo inusitado,mas que pra mim não foi tão difícil,talvez por eu já esperar algo mais complicado no decorrer da trama.Esse pra algumas pessoas seja o ponto negativo da narrativa,para mim funcionou super bem,dando certo dinamismo para a história.
Os personagens são construídos de uma forma dramática,posso dizer assim.Christine vive com a filha,sem saber porque não se comporta como as meninas de sua idade,mas ao mesmo tempo ela acha esse independência adorável.No fundo ela sabe que tem algo errado e se atormenta por isso.Ela também acaba ficando sozinha com a Rhoda,já que seu marido por conta do trabalho precisa viajar constantemente.
Rhoda é aquele tipo de personagem que de cara já mostra sua verdadeira face ao leitor.Por mais que o autor tente criar um suspense no início,já percebemos que a garota é o ponto controverso no meio de toda a trama.
E como todo livro tem aquele personagem que rouba a cena,temos a vizinha Monica Breedlove,que acaba se tornando a melhor amiga de Christine e é a sensação da vizinha,uma pessoa completamente desprovida de vergonhas e que demonstra uma lealdade incrível pelos amigos e pelo irmão.
Não demonstra emoções,não gosta de contato físico e não descansa enquanto não consegue o que quer.Uma criança que encanta a todo mundo e quando acha necessário ela usa todos os artifícios que possui.
A história no início começa sendo bem previsível,afinal a sinopse já diz muita coisa.Aí vem o ponto chave desse livro:existe um mistério dentro do próprio mistério que cerca tanto o presente quanto o passado e é aí que começamos verdadeiramente a nos ver envolvidos na leitura.
Preciso dizer:é uma leitura surpreendente e que nos faz questionar muitas coisas sobre o comportamento humano e até que ponto somos responsáveis pela personalidade das crianças que nos cercam.
O final talvez tenha sido o que menos gostei durante toda a leitura.Talvez para filme funcione,mas para livro não gostei totalmente do desfecho que o autor deu para a história.Talvez tenha sido o final mais lógico com relação a tudo o que aconteceu,mas ainda assim eu esperava mais.
Uma leitura para se fazer sem expectativas,extraindo sempre o melhor dela e mergulhando de cabeça em todo o mistério e na personalidade doentia da nossa vilãzinha..
Ah,ia esquecendo,existe o filme também,mas ainda não vi,quem sabe depois faço a comparação entre o livro e o filme....





"Rhoda é mesmo capaz de qualquer coisa,isso é certo.E eu também sou capaz de qualquer coisa.Acho que ela e eu somos bastante parecidos,na verdade"


"Mas nisto ele estava enganado,pois,conforme o tempo vai mostrar,Rhoda era perfeitamente capaz de trazer para a realidade coisas sobre as quais o zelador apenas fantasiava."


"Toda era em que vivem os seres humanos é uma era de ansiedade",respondeu o outro."Se me perguntassem,eu diria que a era em que vivemos é a da violência.Me parece que todo mundo tem violência na cabeça hoje em dia.E acho que vamos simplesmente continuar por esse caminho até não ter nada mais que estragar.Se você parar para pensar,é assustado."


"Rhoda nunca foi desobediente,preguiçosa ou petulante,como algumas crianças são.Ela tem tantas qualidades.Só tem esse probleminha;essa peculiaridade de caráter."


"Às vezes é difícil entender por que tem de haver tanta dor e crueldade nesse mundo.Mas é algo que todos temos que enfrentar"


"Ora,mais vale ser otimista até saber do contrário",disse ele,"Vou continuar sendo otimista e dizendo que tudo vai sair conforme eu espero."


"Mas nada é mais natural que esperar que tivéssemos nossas culpas particulares,já que nosso desenvolvimento,nosso próprio lugar no mundo,baseia-se nessa premissa."


"O que você diz de mim,na verdade,está dizendo de si mesmo."


"Há um motivo,minha querida,há um motivo psicológico para tudo que fazemos,se nos esforçarmos em encontrá-lo."





É gente,fiquei com muita vontade de fazer resenha desse livro,inclusive já era para ter saído,mas o importante é que finalmente saiu!!
Super recomendo,se preparem para conhecer a menina má,afinal ela quer conhecer vocês haahhahahahahahahahaa
Espero que tenham gostado da resenha!
Até a próxima!!
Abraços!!

2 comentários:

  1. Se gostei da resenha? Amei, e estou ainda mais louca para conhecer a fundo essa menina má hahaha.
    Eu li algumas resenhas sobre, todas com comentários muito positivos, assim como a sua. Não restam dúvidas de que preciso ler e logo.
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahhahahaha
      Foi uma delícia escrever essa resenha.Pode ler sem medo,a história é super rapidinha e quando menos você espera já terminou a leitura.
      Ainda não vi uma resenha negativa sobre ele.
      Depois que ler me diz o que achou!
      Beijos!

      Excluir