sábado, 11 de junho de 2016

Resenha:O Amor Nos Tempos De #likes (Parte 2)



Fala gente!!Não disse que eu iria aparecer aqui hoje?hahahahahhaha
Estão preparados para a segunda parte da resenha do livro O Amor Nos Tempos De #Likes?
Hoje a resenha é sobre o conto da Bel,(Re)começos.
Prontos?Vamos aos trabalhos então!!






Nessa história temos Maria Eduarda,ou simplesmente Madu,uma jovem estudante exemplar superando o término de seu namoro e o afastamento de sua amiga de infância.E para essa superação ela  tem muita ajuda de sua amiga Sofia e claro,o youtube,sua grande válvula de escape.Por sinal seu ex era um cara que no início era o melhor namorado do mundo,mas conforme o tempo foi passando,ele foi se revelando uma pessoa instável,violenta e ciumenta,que queria controlar tudo em Madu,por muitas vezes destratando-a e desmotivando.
Após uma notícia bombástica,ela aguarda as férias para enfim sair para a tão merecida viagem para Búzios.
Enfim chega o grande dia e o lugar é o oásis que ela precisa naquele momento,Tranquilidade,mar e novidades.Momentos que ela pode desfrutar da própria companhia e não em um relacionamento.
Animada com tudo,ela resolve explorar o local e acaba se deparando com uma boate diferente:uma boate de encontro às cegas.
Lutando contra seu impulso de não entrar,Madu resolve se arriscar e entrar.Após esperar um tempo até que apareça sua companhia,eis que finalmente ele aparece.
No início a conversa é contida,um tanto temerária,mas aos poucos os dois vão se soltando e começando a conhecer mais um sobre o outro.Ela acaba descobrindo que seu acompanhante se chama Eduardo (coincidência,talvez?)
Quando eles percebem,acabam se passando mais de 3 horas!
Como já está ficando tarde,resolvem ir embora e se encontrar do lado de fora da boate para ambos se conhecerem fisicamente. 
Quando Eduardo chega,nossa protagonista não consegue acreditar:se trata de ninguém menos que Ed,um youtuber famoso e seu preferido!
Será que Madu finalmente conseguirá se abrir para o amor?




Bom gente,primeiramente o conto da Bel foi inspirado em Dom Casmurro.Ela trata de um tema bem complicado e atual,que é o relacionamento abusivo,como a pessoa que passa por isso tem a tendência a se culpar e quando finalmente a pessoa consegue se libertar disso tudo,acaba se fechando para novos relacionamentos,novos amores,novos horizontes.
Diferente do conto da Pam,a escrita da Bel é mais descritiva,com um certo toque de humor sim,só que o foco é mais na superação e no passado de nossa protagonista,mostrando os detalhes.
Madu é o tipo de garota que se envolveu com um cara que com o tempo foi se revelando totalmente diferente do que era.Algo que infelizmente a gente encontra muito nos dias atuais.
Para ilustrar esse relacionamento,a Bel coloca quase um capítulo mostrando uma briga entre Madu e seu namorado cinco meses atrás.
Achei genial ela ter feito dessa forma,porque foi uma maneira brilhante de em poucas páginas  mostrar o problema de um jeito objetivo,sem se tornar apelativo.
Outro ponto é ver como ela trabalhou o recomeço da protagonista.Normalmente quando lemos histórias sobre relacionamentos abusivos,vemos o antes e o durante,dificilmente é mostrado o depois,como um relacionamento desses pode deixar marcar.
A escrita da Bel é bem interessante,por ser bem descritiva em algumas partes pode ser que o leitor ache a narrativa um tanto quanto arrastada,mas não desistam porque vale super a pena.
A forma como vemos a transformação de sentimentos da personagem é bem legal  também.
Melhor personagem da história sem dúvidas é a Sofia,uma amiga que acredito que toda garota gostaria de ter,super alto astral e sempre pronta a ajudar.
Enfim gente,acho que muita gente irá se identificar e servirá com certeza para mostrar que não é porque você se envolveu com a pessoa errada que não pode aparecer a pessoa certa para você.Não precisamos ser fechados para o amor,ele aparece quando a gente menos espera e da forma mais inesperada muitas vezes.E claro,nos mostra que nunca é tarde para recomeçarmos seja para um novo amor,ou qualquer coisa na vida.



"E assim continuaria a vida,porque ela nunca se interrompe para que você levante de uma queda;é justamente essa continuidade que faz as feridas cicatrizarem."


"Aquela situação só a fez entender,de uma vez por todas,que de agora em diante ela abriria mão de qualquer pessoa que não entendesse uma única e importante regra:tratando-se de seu corpo,qualquer outro indivíduo era um hóspede.E somente ela poderia decidir se o coração estava aberto para turismo."


" - Que situação pesada.A pior parte de se decepcionar é justamente saber que você,um dia,deixou aquela pessoa à vontade o bastante para te magoar - comentou em voz baixa.",


"Seria terrível conviver com palavras que não foram ditas e com beijos que não foram dados,não é?Nós não sabemos de nada,não sabemos como as coisas podem mudar se deixarmos o orgulho de lado.Nunca sabemos quando tudo pode dar errado."


Pela primeira vez,Madu sentia que o amor não era apenas uma emoção,mas,sim algo que a tomava completamente,sem deixar espaços para qualquer sentimento destrutivo.Amor era,finalmente,sinônimo de certeza."


Então galerinha,gostaram da resenha do conto da Bel?
Acredito que podemos tirar muitas lições dessa história e até mesmo ajudarmos alguém que tenha passado pela mesma situação.
Pessoal vou indo então,amanhã temos a terceira parte da resenha com o conto do Pedrugo,que já posso adiantar que me surpreendeu bastante.
Ah,já ia esquecendo,hoje teve a sessão de autógrafos aqui no Rio,vou deixar as fotos na página do blog pra vocês conferirem.
Até amanhã gente!!!
Grande abraço!!!

2 comentários:

  1. Já estou amando esse conto só por saber que fala sobre relacionamento abusivo, e o mais importante, a vida que segue depois do mesmo. Importantíssimo!
    Amei os quotes e já quero, o youtuber famoso chamado Eduardo me lembrou o Eduardo Cilto HSUAHSHAU
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse conto é a cara da Bel,muito forte e bastante reflexivo.É um conto e ainda assim consegue passar brilhantemente a mensagem,muito importante mesmo isso!
      HAAHHAAHAHHAHAHAA
      Beijos!!

      Excluir