sexta-feira, 7 de julho de 2017

Resenha:My Take On Me - A-Ha


Livro:My Take On Me - A-Ha
Autor:Morten Harket
Editora:Faro Editorial
Páginas:280
Tradução:Carlos Szlak


Sinopse

No Reino da Noruega, Morten Harket é considerado o maior artista da história do país escandinavo. E o A-ha, claro, a maior banda. Também, pudera: em 30 anos de carreira, o trio de pop-rock vendeu mais de 80 milhões de discos no mundo todo, boa parte em lojas brasileiras. Quando o cantor pisou pela primeira vez no Brasil, em 1989, a banda já havia emplacado hits como Take on Me, Hunting High and Low e You Are The One, além de ter no currículo uma trilha de 007: The Living Daylights. Em 1991, tocou no Maracanã para 200 mil pessoas na segunda edição Rock in Rio e entrou para o Guinness Book. “O som quente que veio do frio”, foi como descreveu a imprensa nacional na época. Eles haviam conquistado de vez o país tropical. Neste livro você vai saber como um garoto de subúrbio, que sofria bullying na escola, virou o frontman do grupo que fez sucesso mundial com o synthpop romântico e marcou a cena musical da década de 1980, ao lado de Duran Duran, Pet Shop Boys e Wham! O jovem que era conhecido por sonhar acordado na Noruega mudou para a Inglaterra e virou realidade: Morten Harket, umas das vozes mais respeitadas e invejadas do meio artístico, revela aqui mais que sua arte. Stay On These Roads, we shall meet. Rodrigo Rodrigues – Jornalista e Músico.




Oi gente!Tudo bom com vocês?Desculpem minha ausência esses dias,mas quis focar um pouco mais nas leituras esses últimos dias.Mas aqui estamos de volta,dessa vez com uma resenha bem diferente das que normalmente eu trago pra vocês.Hoje vamos falar de rock,mais precisamente anos 80 e uma banda que marcou época e arrasta uma legião de fãs;estamos falando é claro,do A-Ha.
A resenha de hoje é sobre My Take On Me,autobiografia escrita pelo líder da banda Morten Harket com a colaboração de Tom Bromley.

Normalmente trago resenhas de livros de ficção,mas achei interessante falarmos desse livro que é basicamente obrigatório ter se você é fã de rock.
Pra quem não sabe,o A-Ha é uma banda norueguesa que começou a carreira nos anos 80 e fez um sucesso estrondoso com grandes hits,como Take On Me,Stay On These Roadas,Crying In The Rain,entre outros.
Vamos falar primeiro da edição.A Faro está de parabéns,esse livro está caprichadíssimo!Capa dura,com efeito na capa e contracapa,várias e várias fotos...um material digno de se ter na estante e de encher os olhos de qualquer leitor.


Mas o que podemos encontrar nesse livro?Eu considero um livro de memórias,muito mais do que uma autobiografia.
Aqui temos o Morten contando algumas histórias curiosas sobre o início da banda e sobre sua vida pessoal,com um capítulo inclusive dedicado a época em que a banda veio para o Brasil,com foco na primeira apresentação da banda no Rock In Rio em 1991 para um público de 198.000 pessoas em pleno Maracanã!
Morten fala muito também da relação com os fãs.Nos anos 80 as bandas de rock eram tratadas literalmente como popstars,as fãs eram completamente alucinadas,faziam loucuras para estar perto dos ídolos.Como ele era considerado sex simbol do rock na época,acabava sofrendo muito assédio por parte das fãs,com direito a roupas rasgadas,perseguição,entre outras coisas.Mas apesar disso,ele sempre se preocupou com o bem estar dos fãs.
Vamos encontrar também histórias do início da formação da banda,as dificuldades encontradas e conflitos,relação da banda com os fãs e com a mídia,como foi gravar a primeira música,como foi conseguir a primeira gravadora....
Lógico que podem esperar também histórias pessoais do próprio Morten,sua infância,sua família,sua cidade natal,como foi sair da Noruega para tentar a vida musical em outro país,seu período no exército,sua vida escolar....


Pessoal eu sou meio suspeito pra falar,mas gosto muito da banda e quando vi que esse livro seria lançado eu praticamente surtei e comprei na pré venda mesmo.
Foi incrível saber um pouco mais da formação deles,ver as histórias curiosas e um detalhe interessante:ver o Morten pessoa ao invés do artista.Uma pessoa sensível que se preocupa com as pessoas ao redor,gosta de estar em contato com a natureza e a simplicidade da vida.
Sei que não vivi os anos 80 (infelizmente),mas não canso de dizer que foi a melhor época para música,principalmente para o rock e com essa leitura só tive mais certeza disso.
As coisas eram muito intensas no mundo rockstar naquela época e os fãs acompanhavam essa loucura,muitas vezes esquecendo que tinha um ser humano por trás do astro de rock.
Sem dúvidas a parte que mais gostei foi sobre o Rock In Rio.O Morten faz questão de deixar claro o amor que ele e a banda tem pelo Brasil,que os fãs daqui são os mais alucinados.Ele conta que quando subiu no palco quase não acreditou em quantas pessoas estavam presentes.
Galera imaginem só,198.000 pessoas,é muita gente!É três vezes mais o que comporta atualmente o estádio do Maracanã,só pra vocês terem uma dimensão de quão intensos eram os shows na época.
Fico tentando imaginar isso e juro que não consigo kkkkkkkkkkk
A pressão foi tanta,que ele acabou indo para o Acre,longe de tudo,apenas para dar um tempo longe de todo mundo e relaxar.
Posso dizer particularmente que virei mais fã do Morten.Ele nos mostra ser um cara muito simples,muito centrado,que apesar de ser rockstar nunca se deixou levar por isso,o rockstar era o que a mídia e os fãs achavam dele e não o contrário,o interesse dele era somente fazer música e entreter o público.
O carinho dele pela família também é bem retratado,mostrando uma relação familiar muito bonita e simples,longe dos holofotes.
As canções também são um capítulo à parte.O A-Ha é uma banda com um repertório repleto de hits,inclusive já tendo música incluída no filme do 007.
Poderíamos ficar o dia todo listando os principais sucessos.E claro,temos o principal deles,música que se tornou praticamente um dos hinos do rock,música que quando toca é certo que você vai cantar:Take On Me.Falando nessa música,uma curiosidade (a única que vou contar,leiam o livro pra saber de tudo hahahahahah):o Morten teve um romance com a atriz do clipe de Take On Me,eu não sabia!
Um ponto que achei super válido,além de informativo foi ele nos contar sobre o período escolar dele;e para espanto de muitas pessoas,sim,ele sofreu bullying e o Morten nos conta abertamente sobre isso,mostrando o quanto isso pode afetar alguém,fazendo questão de deixar claro que o bullying é reprovável e falando também o que você pode fazer se estiver passando por isso.
Outra coisa que achei bem bacana foi que podemos ver o quanto o mercado fonográfico na época era inchado e restrito.Ter uma oportunidade era praticamente impossível.Você entregava uma fita demo para audição e ela era esquecida em uma pilha com tantas outras,pelo simples fato ou da gravadora não poder ouvir ou até mesmo pela má vontade mesmo.
Gente só pra finalizar,esse livro é escrito com uma delicadeza e uma intensidade muito bons,com cenas e fatos retratados de forma bem prática,mesmo que não linear,mas nem por isso o leitor fica perdido,pelo contrário,ficamos imersos numa leitura que além de prazerosa é super nostálgica.É sempre bom conhecer um pouco mais dos ídolos e essa biografia certamente cumpre um papel mega importante,super bem escrito e elaborado,um trabalho digno de todos os elogios.É mais um capítulo da história do rock,que com certeza vale muito a pena conhecer.Se preparem,liguem o som para embarcar numa viagem de volta aos anos 80!



"Não se trata aqui de um diário rock and roll,mas de um conjunto de memórias daquele período - as mais relevantes.Eu me interesso muito mais por aquilo que está por trás das coisas,pois,no fim das contas,é o que nos faz ser o que somos."



"O show do Rio foi o maior da minha vida,mas ele se tornou inesquecível por outros motivos.Não foi apenas o Rio que balançou naquele noite;meu mundo também."



"Eis o que a jornada com o A-Ha tinha sido:uma aventura estonteante,uma história acidentada.Mas eis o que eu também tinha sido:um garoto.Naquela noite incrível no Rio,as coisas mudaram para mim.Dei-me conta de muitas verdades profundas:cresci,virei homem."



"Eis do que se trata esse texto autobiográfico:dar a vocês a verdadeira história desse conto de aventuras de um menino e oferecer-lhes a minha autoaceitação."



"O pior do bullying psicológico é achar que os agressores estão certos de alguma forma."



"O primeiro fragmento musical de qual me lembro foi o refrão da canção que se tornaria My Take On Me.
Aquele refrão era o que eu precisava para ter certeza de que estava no lugar certo:soube naquela hora que tínhamos nossa primeira canção para um palco mundial."



"Seja como for,a boa música sempre é uma questão de identidade.E uma cópia é apenas uma cópia."



"Mas penso que histórias como a do A-Ha não prejudicam - na verdade,cumprem sua parte na mudança da mentalidade nacional e mostram para as pessoas que é possível."





Então pessoal,gostaram da resenha?Espero que sim!
Simplesmente foi um livro que amei ler,me deu um sentimento de nostalgia enorme,me fez abrir os olhos para algumas coisas,me fez cantar,sorrir e mais importante:me fez ficar ainda mais fã da banda.
Não sei se já contei,mas tive a oportunidade de ver um show deles de perto no Rock In Rio de 2015 e posso garantir:a energia deles é muito boa e o show é sensacional!Quem ainda não teve oportunidade,não sabem o que estão perdendo,eles são ótimos!
Minha música preferida continua sendo Take On Me,mas amo Crying In The Rain kkkkkkk
É isso meu povo,vou ficando por aqui.Alguém já leu esse livro?Me contem o que acharam!
Nos vemos na próxima postagem galera!
Até a próxima!
Grande abraço!

4 comentários:

  1. Oi Claudio! Que livro maravilhoso! Eu gosto muito do A-Ha e Take me On é um dos clipes mais maravilhoso que já vi na vida! Fiquei bem curiosa para saber um pouco mais dessa historia <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Maravilhoso demais!
      O clipe,a música....são muito marcantes.
      É um livro que vale a pena demais,principalmente para os fãs da banda.
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá Cláudio
    Eu quero muito ler esse livro!!!!
    É uma das bandas favoritas da minha mãe e eu me apaixonei por Take on Me de tanto ouvir e ver o clipe com aquela pegada fofinea de HQ!
    Lindaaaaa edição e super simpático o autor fazer referências fofas com simplicidade e autenticidade.
    Escrito com sensibilidade e reflexivo afinal é o homem por trás do ídolo.
    E ainda fala de bullying tema atual é atemporal.
    Um livro de memórias.
    Um livro de história da música escrito e "cantado" por uma autoridade no assunto.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!
      Só digo uma coisa:vale super a pena!
      Sério?Ela vai amar esse livro!
      O clipe de Take On Me é super marcante,toda a pegada de HQ misturada com realidade...incrível!
      A edição é a coisa mais linda,recheada de fotos,depoimentos e uma narrativa muito tranquila e sensível.
      Uma leitura recheada de música,mas acima de tudo o mundo por trás da música e da fama.
      Ficou aquele gostinho de quero mais no final!
      Beijos!

      Excluir