sábado, 30 de setembro de 2017

Resenha:O Sorriso da Hiena


Livro:O Sorriso da Hiena
Autor:Gustavo Ávila
Editora:Verus
Páginas:266



Sinopse

Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitado psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana. 
Porém a proposta, feita pelo misterioso David, coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral. Para saber se é um homem cruel por ter testemunhado o brutal assassinato de seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a sua, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma no crescimento delas.
Mas até onde William será capaz de ir para atingir seus objetivos?
Em O sorriso da hiena, Gustavo Ávila cria uma trama complexa de suspense e jogos psicológicos, em uma história que vai manter o leitor fisgado até a última página enquanto acompanha o detetive Artur Veiga nas investigações para desvendar essa série de crimes que está aterrorizando a cidade.



"É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?"



Oi meu povo!Tudo certinho com vocês?Espero que tenham começado super bem o final de semana.Por aqui tá chovendo então o que a gente faz?Lê,óbvio kkkkkkkkk
Eu estava vendo aqui,tem resenha demais que estou devendo pra vocês.Sério,quero colocar todas elas em dia,porque tem livros que li mês retrasado que ainda não resenhei.
O livro que escolhi pra hoje é um que se tornou um dos meus queridinhos do ano:O Sorriso da Hiena,do autor Gustavo Ávila,publicado pela editora Verus.
Quando comecei a acompanhar os canais literários no youtube,praticamente todos falavam desse livro do Gustavo que na época era publicado de forma independente.Sempre me bateu a curiosidade pra ter esse livro e finalmente tive a oportunidade de ler.


Vida de psicólogo não é fácil.William quer fazer a diferença no mundo,mostrar que pode realizar estudos que irão contribuir e muito com a humanidade,mas ele não consegue ter algo consistente pra poder colocar em prática.
Tudo isso muda quando ele recebe o contato de um assassino,David,que propõe um arriscado acordo:ele irá trazer crianças para que sejam pacientes de William e ele possa estudá-las.Só que essas crianças tiveram os pais assassinados na frente delas,exatamente pelo próprio David,assim como aconteceu na sua infância.Seu objetivo em procurar William:descobrir como o assassinato dos pais deles vão influenciar na vida adulta das crianças.
Seria o mal uma semente que já nasce com a gente,ou que é plantada e germinada de acordo com os acontecimentos?


Não é nenhuma novidade que amo thrillers,principalmente aqueles psicológicos,capazes de mexer fundo com a mente dos leitores e nos fazer questionar muitas coisas.
E nesse ponto O Sorriso da Hiena não deixa a desejar.
Nós temos o ponto de vista de três personagens:William o psicólogo,David o assassino e Artur o policial.
Ter esses três pontos de vista nos ajuda a ir juntando algumas peças,entendendo alguns fatos e entendo a motivação de cada um dos personagens.
Artur é um policial com síndrome de Asperger,um tanto quanto diferente devido a seu jeito bem natural e sincero. que tem uma sede por justiça,um policia honesto que não se deixa intimidar pelos esquemas.
William é um psicólogo que tem uma vida familiar estável,uma vida profissional também,mas ele sente que falta alguma coisa,um propósito de fazer a diferença.
A forma do Gustavo escrever provoca altos questionamentos ao leitor.Ele vai instigando,bem lá no fundo e mergulhando a gente nos mesmos questionamentos dos personagens.E algo muito importante que todos os autores de thriller tem que ter na minha opinião:ele não tem medo de escrever.Acreditem,muitas situações ele descreve de forma que incomoda o leitor,mas que acaba sendo necessário para o contexto geral.Os questionamentos que ele coloca no livro,vão contra os padrões da sociedade,mas que acabam sendo questionamentos que em algum momento pode ser que nós mesmo já tenhamos feito.E a gente vai pensando em todos eles e muitas vezes não conseguimos chegar a uma conclusão 100% clara.Nisso,o leitor já está mergulhado na complexa trama psicológica,que vai nos levando a muitas perguntas,algumas respostas e um final que não é um final convencional.Inclusive é um final bem controverso,que faz o leitor se perguntar:como assim???
E mais uma vez temos que ressaltar a coragem do autor em ter caminhado a história para chegar até esse final que uns amam,outros odeiam e alguns não sabem o que pensar kkkkkkkkkkk
Prova dessa coragem é que desde o início a gente já sabe quem é o assassino,o autor não faz questão de esconder.Isso poderia ter acabado com a história,mas isso passou longe de acontecer.
Os personagens são bem desenvolvidos,todos caminhando praticamente juntos,embora com objetivos diferentes.
O meu preferido foi o Artur.Ele não tem o menor tato com as pessoas,mas é um policial que não gosta de injustiças,nem do errado.Ele não tem medo de agir,nem de falar as coisas,independente de pra quem ele irá falar.Mesmo com esse jeito fechado,é um cara com sede de justiça,com um coração bom.
William me irritou demais.Ele tinha uma vida perfeita,mas por puro egoísmo,ele acaba caindo em uma situação onde não há mais volta.E tudo poderia ter sido evitado com um simples ato.Isso me fez pensar muito na ganância do ser humano.
David é perturbado pelo que aconteceu no seu passado.Ele sabe que está errado,ele sabe o que é certo e errado,mas mesmo assim está disposto a seguir com o seu plano.Isso me soou doentio demais,principalmente pela frieza com que ele age e fala.Entendo que ele sofreu um trauma enorme na infância,mas isso seria um motivo pra ele não querer que outras crianças passassem por isso.São atitudes controversas que sei lá,são no mínimo contraditórias,mas entendi o objetivo do autor afinal,cada um age de uma forma diferente a certos traumas.
O cenário que o autor criou é bem no estilo thriller policial,com corridas atrás de pistas,investigações e descobertas.Nessas descobertas a gente vai mergulhar dentro da mente humana,das suas ambições,egoísmos,frieza e no lado cruel do ser humano.
Enfim gente,esse livro me conquistou pela forma como o Gustavo utilizou pra explorar o lado psicológico tanto dos personagens quanto dos leitores,pelos questionamentos que ele provoca na gente e pela forma como ele aborda tudo isso em uma investigação.
O final também me deixou com muitas dúvidas,não sei se foi a melhor maneira,mas foi coerente com toda a história,o que acabou sendo brilhante em toda a construção!Você termina a leitura com muitas dúvidas,muitas reflexões,mas sem uma conclusão absoluta.Não é um livro onde vai te dar respostas,é um livro que vai te apresentar os fatos,teorias e questionamentos.Decidir o que é certo ou errado,isso é com o leitor.Isso foi genial!
Quem é fã do Raphael Montes por exemplo,vai adorar esse livro e a escrita do Gustavo!




" - Quem diz que parou de fumar mas não pode ter um cigarro por perto na verdade não superou o vício,só não tem a oportunidade.Superar é poder estar perto de algo que você decidiu largar."



" - Na verdade,a vítima nunca é do interesse de ninguém.Você e a grande maioria só querem uma coisa:colocar alguém na cadeia.Como se condenar alguém fosse suficiente para evitar que outros crimes aconteçam.
- Isso é justiça,sr.William.
- Não.Isso é apenas reflexo,detetive."



"Não fazer nada já era fazer algo.E algo que ia contra todos os padrões morais de uma sociedade teoricamente justa."



"Um reflexo automático e desdenhoso.Nada mais importava.Nada seria capaz de mudar o destino escrito por ele mesmo."



"A paciência é a característica mais perigosa que um inimigo pode ter."



" - Ainda há um coração batendo aí,sr.William.Não deixe ele endurecer,senão o senhor não vai poder ajudar ninguém."



" - O mal nada mais é do que um buraco que quer desesperadamente ser preenchido,detetive."




Galera,espero que tenham gostado da resenha tanto quanto gostei dessa leitura.
Sério,foi um livro que bugou minha mente do início ao fim.Mexeu demais com minhas emoções,bagunçou todas as minhas ideias....
Antes da página 100 eu já sabia que seria um dos meus livros preferidos do ano!
Felizmente tive a oportunidade de conhecer o Gustavo pessoalmente e pude falar o quanto estava adorando a leitura.Ele é mega gente boa,super simpático,atencioso com todo mundo e olha que a fila pro autógrafo dele tava bem grande.
E ainda por cima tive a oportunidade de participar do sorteio,onde o meu nome será um dos personagens do próximo livro dele hahahahahaha
Gustavo Ávila ganhou um fã,certamente quero ler mais histórias dele.
É isso então gente,não esqueçam de comentar o que acharam da resenha,se já leram O Sorriso da Hiena,se pretendem ler,o que acharam...
Vou indo nessa,nos vemos na próxima postagem!
Grande abraço!

4 comentários:

  1. Oi Cláudio,

    Todas as resenhas que vejo desse livro são favoritadas, realmente deve uma ótima história. Apesar de não ser um gênero que leio tanto, que conferir por tantos elogios que vejo.
    Bjs e um bom Domingo!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jessica!
      E não é pra menos,o livro merece todos os elogios que a gente vê pela blogosfera e booktube.
      Depois me diz se curtiu a leitura!
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá Cláudio
    Gostei muito do livro, mas talvez pelas minhas expectativas estarem nas alturas, acabei lendo com olhar bastante crítico.
    Como disse lá na resenha que fiz, achei alguns furos na investigação que por ser thriller policial não passou despercebido.
    Mas sem dúvida não tira a qualidade excelente da obra.
    Muito reflexivo e ousado na composição dos personagens.
    Gostei muito do Artur e gente fiquei com medo do William mais do que do killer, sério!
    Achei o final coerente depois de certas escolhas imaginei algo assim para os dois.
    Do autor tb li Pá de Cal, tem uma pegada diferente mas ao mesmo tempo vc encontra elementos da escrita do Gustavo bastante autorais.
    Agora querooooo que ele escreva logo o novo livro para conhecer o personagem Cláudio, já vou avisando que se for vilão vou dar uma surra de travesseiro!
    E tortura de cócegas.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luli!
      Expectativas altas atrapalham a gente,mas às vezes é inevitável ter expectativas.Comecei a ler muito por curiosidade de ver tanta gente falando bem,mas não sabia direito o que pensar,mas acabei amando essa leitura.
      William me deu muito medo também kkkkkkkkkkk
      Acho que esses furos acabaram acontecendo por ser uma história mais acelerada,algumas coisas passaram batidas por esse ritmo,talvez.
      Opa,nem conhecia esse,vou procurar!
      Doido pra conhecer meu personagem hahahahhahahahaha
      Beijos!

      Excluir