terça-feira, 15 de maio de 2018

Resenha:Rio Vermelho


Livro:Rio Vermelho
Autora:Amy Lloyd
Editora:Faro Editorial
Páginas:276
Tradução:Carlos Szlak


Sinopse

Há vinte anos, Dennis Danson foi preso pelo assassinato brutal de uma jovem no condado de Red River, na Flórida. Agora ele é o assunto de um documentário sobre crimes reais que está lançando um frenesi online para descobrir a verdade e libertar um homem que foi condenado erroneamente. A mil milhas de distância na Inglaterra, Samantha está obcecado com o caso de Dennis. Ela troca cartas com ele e é rapidamente conquistada por seu aparente charme e bondade para ela. Logo ela deixou sua velha vida para se casar com ele e fazer campanha para sua libertação. Mas quando a campanha é bem sucedida e Dennis é libertado, Sam começa a descobrir novos detalhes que sugerem que ele pode não ser tão inocente...


Oi gente!Como vocês estão?Espero que muito bem.Vamos continuar com as resenhas,porque tem muito livro bacana pra comentar com vocês.E resolvi escolher um thriller lançado recentemente e que li há bem pouco tempo:Rio Vermelho,da autora Amy Lloyd,publicado pela Faro Editorial.


Dennis foi condenado pelo assassinato de uma jovem na Flórida.Depois de alguns anos,um documentário sobre ele está send produzido e ele volta a ter o interesse da mídia.
Não só da mídia.Samantha é uma jovem que está obcecada por esse caso e por tudo que envolve Dennis.Ela escreve diversas cartas pra ele e com o tempo eles começam a se corresponder.
Não demora muito e ela vai até a Flórida conhecê-lo pessoalmente.E imediatamente ela é conquistada.
Com a libertação dele,os dois resolvem se casar.O problema?Parece que Dennis depois de ser solto não é a mesma pessoa que se correspondia com Sam pelas cartas.Algum bloqueio,segredos,mudanças repentinas de humor.....e com isso tudo ela se pergunta:até que ponto Dennis é inocente de verdade?Quem é a pessoa com quem ela se casou?


"Você acredita nele...
Então por que está com tanto medo?"



Thriller,talvez o estilo que mais tenho lido atualmente.Quando olhei a capa de Rio Vermelho e a frase de chamada na capa eu sabia que precisava ter esse livro na minha estante;
No início da história vamos acompanhar os momentos de correspondência entre Sam e Dennis,junto com a expectativa do documentário que será lançado e pode tirar Dennis da cadeia.
Particularmente eu achei meio doentio por parte da Sam essa obsessão que ela tinha pelo caso,pela pessoa que ela idealizou através da mídia e das cartas que recebia do Dennis.Ali já percebi que tinha alguma coisa errada,ou pelo menos teria a partir dali.


Aos poucos a autora vai construindo e desconstruindo a personalidade dos personagens.E a forma que ela utiliza pra isso é muito natura,dando tempo do leitor entrar de fato no mistério e ir juntando todas as partes desse mistério e desmascarar quem deve ser desmascarado.Sem que a gente perceba,a autora consegue brincar um pouco com essa mistura de personalidades,fazendo com que a todo tempo fiquemos nos perguntando algumas coisas e criando diversas teorias.É uma forma que já foi utilizada em muitos livros,mas nem por isso deixa de ser muito bacana se bem aplicada na história.
O cenário criado também chama a atenção.Começamos naquele ambiente badalado,com a imprensa em cima diante da soltura de Dennis e consequentemente em cima do casamento dele com a Sam e seus planos por agora.Depois vamos pra um cenário mais mórbido,mais isolado que vai deixar tudo mais inesperado e intrigante.E é uma mudança também bem natural,consequência de uma série de acontecimentos que vai levando a isso e não por um acaso.


Os personagens,tanto os principais quanto os secundários não são nem um pouco confiáveis.Sim,também não confiei na Sam praticamente desde o início;Tem uma personagem ligada ao Dennis que inclusive tem um comportamento bem doentio e possessivo.Não esperem entender eles de cara,de fato só vamos entender cada um mesmo no final do livro.As motivações então são bem loucas e inesperadas até certo ponto.Não vou dizer que me surpreendi com o responsável porque não me surpreendi,mas os desdobramentos sim me chamaram a atenção.A autora conseguiu manter o ambiente de suspense e mistério bem aceso ao longo de boa parte do livro,mas quando chegou no final achei que a história perdeu um pouco o fôlego,com as situações sendo resolvidas rápido demais,não acompanhando o que tinha sido a história até ali.Isso acabou me decepcionando,esperava uma resolução mais épica.Mas em contrapartida a isso,o que a Sam faz no final....isso sim me surpreendeu,não esperava mesmo.


A escrita da Amy é muito boa,principalmente no sentido de não jogar os fatos aleatoriamente na história,pelo contrário,ela vai trabalhando cada pequeno aspecto pra construir um quadro completo tanto das situações,quanto dos personagens.Inclusive ela vai nos levando a derrubar cada aspecto pré construído de cada personagem e cada situação,deixando um prazeroso quebra cabeças para nós leitores montarmos e no final descobrirmos que tudo que montamos até ali de repente não era exatamente o que deveria ter sido montado.
Pra finalizar,foi uma leitura bem tranquila de fazer.Não foi o melhor thriller que li,mas foi uma história bem ok,com uma pegada psicológica bem sentida e que a todo momento deixa o leitor na expectativa do que vai acontecer.
Acho que pra quem está se aventurando nesse mundo dos thrillers,Rio Vermelho promete ser uma ótima opção.Vamos ficar de olho na autora Amy Lloyd.Podemos esperar mais livros dela por aqui!


Então gente,gostaram da resenha de hoje?Acho bacana quando o livro de alguma maneira consegue te surpreender e isso aconteceu com esse livro.Não foi tudo o que eu esperava,mas mesmo assim foi uma leitura que acabou sendo muito rápida e muito fluida.
Bom galerinha,por hoje então é só.Não esqueçam de comentar o que acharam,se já leram,querem ler.....
Vou indo nessa,nos vemos na próxima postagem!
Grande abraço!

3 comentários:

  1. Oi Cláudio,

    Vou te dizer que construção e desconstrução de personagens não me agrada muito, eu me sinto num redemoinho e me incomoda durante a leitura, mas acredito que nesse thriller, especialmente, essa característica deve ser importante para o desenvolvimento da história e deve conferir ainda mais aquele suspense que envolve o leitor.
    Não sou fã de thriller, li recentemente "Caixa de Pássaros" e fiquei aterrorizada.. sou muito impressionável, perco o sono e o que leio fica na minha mente por muito tempo, por isso não costumo ler thrillers e suspenses, no entanto "Rio Vermelho" está sim na minha lista de desejados!
    Segura coração.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Cláudio, adorei a sua resenha!! Eu não conhecia o livro e fiquei com vontade de ler, e agora?

    Abs,
    Le Café Rouge

    ResponderExcluir
  3. Olá Cláudio
    Que pena que deixa um pouco a desejar, talvez pelo fato de que os thrillers tem se multiplicado (amoooooooo thriller) acaba que a gente vai ficando especialista em juntar as pontas soltas e é difícil ser surpreendido.
    Masssssss que bom que apesar de não ser tuuuuudo isso, foi uma leitura rápida e fluida.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir